Luanda - À semelhança do que acontece todos os anos, o Centro de Formação de Jornalistas (CEFOJOR) irá acolher de 22 a 28 de Agosto mais uma edição da Feira Internacional do Livro e do Disco, um dos maiores eventos culturais do país.

Fonte: Club-k.net

Será a 10.ª edição da feira, que é promovida pela editora ARTEVIVA, edições e eventos culturais.


O director desta empresa, Jomo Fortunato, revelou recentemente que a Feira do Livro e Disco já se tornou numa das referências culturais do país, e que a mesma surgiu em resposta ao discurso do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, pronunciado em 2005, no qual orientara a criação de “novos factos culturais”.


De acordo com o responsável máximo da ARTEVIVA, o certame constitui “ um projecto cultural de apoio à globalidade das manifestações literárias e musicais angolanas e internacionais, complementando o ciclo de promoção e aumento dos hábitos de leitura e, consequentemente, do debate à volta das questões que se relacionam com a produção do livro, do disco e das artes do espectáculo”.


Desde a sua existência há dez anos, o certame tem sido um espaço de convívio, intercâmbio cultural, que “ abre inúmeras oportunidades comerciais, entre editores, produtores, livreiros e alfarrabistas nacionais, e de países estrangeiros com representação diplomática em Angola”.


Além de promover a circulação do livro e do disco entre os países convidados, a Feira, segundo Jomo Fortunato, visa proporcionar à juventude angolana, às comunidades estrangeiras residentes e visitantes o gosto pela leitura.

Durante uma semana, haverá tertúlias à volta da música e literatura, espectáculos musicais, cinema e venda de livros e discos a preços promocionais.
Apesar dos constrangimentos de ordem económica e financeira que o país atravessa, o director da ARTEVIVA acredita que a Feira será um “sucesso e que a crise será superada”.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: