Lisboa -  Fernando Miala recusou pedir publicamente perdão ao Presidente José Eduardo dos Santos, como condição prévia para poder vir a ser objecto de uma medida de clemência.

 

ImageSondado acerca de tal eventualidade Miala retorquiu que nunca pediria perdão por continuar ciente de que jamais incorreu em qualquer acto de deslealdade face a José Eduardo dos Santos. O seu ponto de vista é o de que foi apenas alvo de um processo de intenções baseado em intriga e falsos testemunhos.

Fonte: Africa Monitor



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: