Ambas as equipas do fundo da tabela triunfaram sobre os seus adversários pelo mesmo scor, 1-0.

No seu reduto, os Bravos do Maquis derrotaram o Inter de Angola, campeão nacional, por 1-0, enquanto o Liblo ganhava fora de portas ao Petro do Huambo.

Numa bela partida de futebol, a vitória sorriu para a equipa que marcou e que sobretudo conseguiu manter as suas redes invioláveis.

De acordo com a crítica desportiva, o resultado ajusta-se perfeitamente àquilo que aconteceu dentro das quatro linhas.

Depois da goleada imposta na jornada anterior ao Sagrada Esperança da Lunda-Norte por 0-4, tudo apontava para a continuidade de bons resultados por parte do Petro do Huambo, que voltou a cair, desta feita, aos pés de um dos últimos da tabela.

No Dundo, o Sagrada Esperança voltou a ser goleado, mas desta vez no seu próprio terreno diante do Primeiro de Agosto por 1-3.Um resultado que associado a outros negativos esta temporada  levou à demissão do técnico, Francisco Moniz, logo a seguir ao encontro.

Nesta jornada, o surpreendente segundo classificado do campeonato, o Santos, perdeu pela primeira vez na prova ao ser derrotado em casa do Primeiro de Maio de Benguela (campeão da taça de Angola) por 0-1.

No Lubango, o Desportivo da Huíla e o Benfica do Lubango repartiram pontos num empate a uma bola. O empate foi conseguido pelo Inter nos minutos finais da partida.

Sábado último, o Benfica do Lubango venceu o Kabuscorp do Palanca por 3-1 ao passo que o Petro de Luanda e o Asa empataram a uma bola.

Apesar do empate, o Petro de Luanda mantém-se na liderança do campeonato nacional de futebol da primeira divisão com17 pontos, secundado pelo Santos com 14.

Mal está o campeão nacional que se encontra em oitavo lugar com seis pontos.

Fonte: Apostolado



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: