Benguela - Com todas as fichas na quadra de jogos para as eleições na Federação Angolana de Basquetebol (FAB), o candidato Paulo Madeira está a usar o Comité de Especialidade de Empresários do MPLA para convencer a Associação Provincial de Benguela, uma das mais reputadas do país.

Fonte: Club-k.net

Trata-se, na verdade, de uma incursão que pode significar ‘’duas em uma’’, na medida em que, segundo fontes bem posicionadas, Macedo pode augurar altos voos na política à boleia do desporto, no que conformaria uma realidade comum no partido maioritário.


O candidato da lista B pretende acalmar os ânimos entre os ‘’pesos pesados’’ do basquetebol em Benguela, que terão tido uma postura crítica em relação ao posicionamento da FAB face à situação da modalidade em todo o país.


Observadores atentos apontam a presença de Madeira, há cinco dias, no denominado ‘’caldo do M’’, uma actividade recreativa realizada 24 horas após o acto dos sessenta anos de fundação do partido dos ‘’camaradas’’, a 10 de Dezembro último.


Na prática, o candidato junta-se a Belito Xavier, 1º secretário do Comité de Especialidade de Empresários do MPLA Benguela, tido como um velho mobilizador capaz de reunir sinergias em nome das causas do seu partido.


É importante sublinhar que figuras de destaque do basquetebol na província, como são os casos de Júlio Paiva e José Pontes, têm excelentes relações com o Comité de Especialidade.


Nas eleições previstas para o próximo dia 22, Madeira, que terá feito atempadamente o trabalho de casa, conforme referem alguns analistas, terá de derrotar um Hélder Cruz - líder da lista A – que tem no poderio financeiro um dos trunfos a destacar.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: