ImageLuanda - As autoridades angolanas detiveram  na tarde de Sabado, o passaporte de  o jornalista e jurista WILLIAM TONET quando o mesmo  deslocava-se para a Namíbia através do posto da fronteira de Santa Clara na província do Cunene. De acordo com o mesmo que manteve contacto com o Club-K, as autoridades disseram que o seu nome consta no sistema ao que permitiu os mesmos de retirarem o seu passaporte.

A diáspora angolana teme que o regime angolano proceda alguma maldade contra o jornalista e apela a liberação do mesmo porque entendem que perseguições aos cidadãos colocam Angola no figurino de Estados onde se pratica a ditadura.

Fontes independentes, afirmam que o confisco do passaporte de William Tonet trata-se de um clima de intimidação contra todos aqueles que se opõe ao Sistema, designadamente políticos, jornalistas e líderes de Organizações da Sociedade Civil angolanas.

Há quem vaticine que William Tonet poderá ser julgado e condenado à pena de prisão efectiva e poderá ocupar, na Unidade Penitenciária de Viana (UPV), o lugar de Fernando Miala que, segundo as mesmas fontes, poderá ser solto proximamente.

Temas relacionados

Detenção de William Tonet

Sociedade civil de alerta face a pretensão de prenderem William Tonet

  • William Tonet processado
  • Fonte: NL/Club-k.net



    DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




    DEBATE NO ANÓNIMATO: