Luanda - Em todos os estados democráticos e de direito os cidadãos devem responder perante a justiça quando violam as normas que a regem, desde que não firam (as leis) com a dignidade humana. Por isso, se de facto José Gama violou alguma norma que rege a república de Angola deve necessariamente assumir as consequências do acto.

Ora, o que não entendemos é que a aqueles que sugam o estado para criarem bancos, empresas de telefonia, de diamante e outras. Aqueles que matam, falsificam documentos para condenar pessoas em tribunais, matam adversários políticos, falsificavam golpes de estado não vão a cadeia porque fazem parte do grupo dos homens e mulheres que estão na anomia – ausência de ética absoluta – isto é evidente pelos pecados que cometem todos os momentos, dias, semanas e anos.

Sem querer afirmar que o J. Gama é perfeito, mas ele é um homem íntegro e de valores. Esta não me surpreende porque no maquiavelismo ortodoxo, normalmente usa-se destas artimanhas para discredibilizar aqueles que exercitam o dom da sua liberdade. Exercícios para matar as pessoas moral, física e psicologicamente fazem sempre. Para recordar fizeram com o W.Tonet, David Mendes, Pe. Casimiro Congo e tantos outros.

O grupo dominante, vai se arrepender de o ter prendido, porque ele enquanto jornalista e defensor acérrimo dos direitos… e da Imago Dei, com certeza denunciará, mais tarde ou mais cedo a diabolicidade com que se deparou no local!

Pai, perdoe estes cães porque não sabem o que fazem – diria Jesus Cristo – o meu protótipo de vida e aquele que me recomenda a não calar diante do roubo da nossa divindade enquanto imagens do Deus uno e trino.

Tema relacionado:

Prisão do SG do Club-K por agentes da Policia Nacional (não) foi inocente (?) - Jorge Eurico

Em Angola, prenderam o meu amigo José Gama - Fernando Casimiro 

Quando as leis estão na corda bamba - Fernando Vumby 

José Gama em liberdade 

Alerta: Prisão de José Gama em Luanda 

 
Fonte: Club-k.net



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: