Luanda - A Viagem do Presidente José Eduardo dos Santos a Pretoria a fim de  assistir a tomada de posse de Jacob Zuma foi assinalada pelos seguintes, factos/detalhes  a saber:

- A primeira informação sobre a deslocação de JES a África do Sul foi dada pela Club-K tendo sido depois publicada/reconfirmada pela Agencia Lusa e mais tarde, na Sexta Feira, tornada a publico  pelos serviços de apoio ao Presidente nos órgão do Estado. JES não viajava a África do Sul por alegada sugestão dos serviços de segurança.

- O PR foi recebido no aeroporto de Joanesburgo  por um alto dirigente do ANC/ Ministro da Cultura,  Pallo Jordam que viveu em Angola  de 77 a 79. A epoca, Jordam tinha a tarefa de dirigir as emissões da voz do ANC “Radio Freedom” emitida a partir dos estúdios da RNA em Luanda.

- A chegada de  JES foi antecedida por uma delegação angolana  coordenada por Exalgina Gamboa, a Vice do MIREX

- Foi a primeira vez que se desloca a África do Sul para assistir a investidura de um chefe de estado neste país. Quando os presidentes entraram ao recinto da tomada de posse, um animador/mc anunciava a chegada citando o nome do recém chegado estadista e passava as imagens no écran gigante colocado para o efeito. Na vez da chegada do PR angolano, o animador,  terá esquecido de anunciar que JES estava a entrar ao local. Apenas, depois de alguns  minutos é que despertou e anunciou “Senhoras e Senhoras esta a chegar o Presidente de Angola.”

- Para cobertura do mesmo, o Ministro Manuel Rabelais enviou duas semanas antes a Pretoria cerca de 5 jornalistas. Os profissionais Gonçalves Inhangica (TPA) e Alves Antonio (RNA) seguiram mais tarde já com JES.

-  Foi promovido um debate na RNA sobre a investidura. Ao longo do programa/debate, o  Ministro Rabelais telefonou para Radio dando ordens para não permitirem que os convidados/analistas tocassem  na “vida privada” de Jacob  Zuma ( processos judiciais, corrupção e poligamia)

- JES chegou por volta das 15h/16h na tarde de domingo (10) a Luanda. Os seus serviços de informação simularam regresso ao país no mesmo dia da investidura (09). Ao invés do dia 10, o portal da Angop, por exemplo, indica por razao disto,  que o PR chegou no Sábado.

Fonte: Club-k.net

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: