Fontes próximas de Barroso Dala que confidenciaram esta informação ao Club-k, salientaram que o lesado não só tinha o visto de entrada em dia adquirido em Lunda, como dinheiro suficiente que justificava que estaria em Portugal por apenas uns dias a gozo de férias e regressaria voluntariamente para Luanda.

As mesmas fontes adiantaram ainda que Barroso Alfredo, que tem viajado regularmente para Europa uma vez que é importador de viaturas provenientes da Bélgica. 

Barroso Alfredo Dala, viajou no voo DT650 da companhia angolana Taag, do dia 28 Abril, as 22 horas de Luanda, chegando à Lisboa por volta das 6 horas da manha.

Já na sala de desembarque, passando pela polícia de imigração e fronteiras de Portugal, para o possível visto de entrada, o agente de emigração, como habito o colocou algumas perguntas.

O agente de imigração, solicitou ao cidadão angolano que aguardasse numa outra sala por uns minutos. Quanto menos esperava, Barroso Alfredo foi chamado e encaminhado para o mesmo avião de regresso para Luanda. 
            
É de salientar que José Eduardo dos Santos na sua visita mas recente em Portugal, juntamente com o governo português rubricaram acordos de cooperação que agilizassem os vistos de entrada entre ambos os países


* Fefe Varanda
 Fonte: Club-k



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: