Luanda - A embaixadora de Angola na Bélgica, Maria Elizabeth Simbrão, apresentou, quarta-feira, as suas cartas credencias ao Rei dos Belgas, Alberto II no Palácio Real de Laeken, em Bruxelas.

Segundo uma nota dos Serviços de Imprensa da embaixada de Angola na Bélgica, durante a audiência, a diplomata angolana apelou ao investimento belga, em virtude de Angola ser um país com imensas potencialidades, não sendo o petróleo e os diamantes os únicos domínios de actividade.

Maria Elizabeth Simbrão realçou que a importância das relações de cooperação entre os dois países é patente no facto de Angola ser o terceiro importador do Grupo dos Países ACP (África, Caraíbas e Pacífico) para a Bélgica, depois da África do Sul e da Nigéria.

A embaixadora transmitiu ao Rei Belga os cumprimentos do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, tendo assegurando ao soberano belga que não poupará esforços no sentido de consolidar e desenvolver ainda mais os laços de amizade e a cooperação já existentes entre os dois países.

Sua Majestade o Rei Alberto II felicitou a embaixadora pela nomeação no alto cargo, ao qual augurou os maiores sucessos.

A nota dos serviços de imprensa daquela representação diplomática refere que a embaixadora Elizabeth Simbrão havia apresentado no passado dia 24 de Abril as cartas figuradas ao chefe de protocolo, Peter Martin.

No dia 19 de Maio fora apresentada ao Comité dos embaixadores do grupo ACP (África, Caraíbas e Pacífico).

A nova embaixadora de Angola nos Reinos da Bélgica, Países-Baixos, Grão Ducado de Luxemburgo e Chefe de Missão junto da União Europeia, fora nomeada a 26 de Janeiro do corrente ano pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos, tornando-se na segunda mulher e nona diplomata a dirigir essa Missão depois de Noémia Gabriela de Almeida Tavira ter cumprido um mandato entre 1985 e 1988 naquela jurisdição.

Licenciada em direito pela Universidade Agostinho Neto, ingressou no Ministério das Relações Exteriores em 1976, tendo desempenhado várias funções, entre as quais se destacam a de Assessora Diplomática, na época com a designação de Secretária do Presidente da República para as Relações Exteriores entre 1986 e 1990.

De Conselheira na Embaixada de Angola na República Federal da Alemanha em Bona, onde permaneceu durante cinco anos, ascendeu à categoria de Embaixadora de carreira, tendo desempenhado o cargo de Directora da Direcção Geral de Assuntos Jurídicos, Consulares e Contencioso do Ministério das Relações Exteriores, no período de 1994 a 1999.

Foi Cônsul Geral em Lisboa entre 1999 e 2007.

A Embaixada de Angola na Bélgica foi inaugurada em 1977 e teve como Chefes de Missão os seguintes Embaixadores:

1. Luís José de Almeida (1977 - 1979)
2. Fernando José de França Dias Van-Dúnem (1979 – 1983)
3. Joaquim Augusto de Lemos (1983 – 1985)
4. Noémia Gabriela de Almeida Tavira (1985 – 1988)
5. Emílio José de Carvalho Guerra (1988 – 1994)
6. José Guerreiro Alves Primo (1994 – 1999)
7. Armando Mateus Cadete (2001 – 2003)
8. Toko Diakenga Serão (2004 – 2009)


Fonte: Angop



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: