Luanda - A UNITA e o PRS acusaram a Comissão Nacional Eleitoral (CNE) de, propositadamente, não credenciar os delegados de lista para impedir a fiscalização da contagem de votos.

*Armando Chicoca
Fonte: VOA

A UNITA diz que apesar da manifestação ontem contra a falta de acreditação 13 dos seus delegados não foram credenciados.

 

O Secretario para Informação do PRS, Elias Mwassoka, afirmoupor seu turno à VOA que por má-fé a CNE criou embaraços, negando credenciamento aos delegados de mesas, para que os partidos não possam controlar o voto.

 

A APN também não conseguiu colocar delegados de mesa em todas as assembleias, alegando esclarecer isto nos próximos dias, segundo Luzolo Monteiro

 

Por seu lado, o secretário municipal do MPLA do Namibe, João Guerra, mostrou-se confiante na vitória, afirmando que o seu partido beneficia sempre dos erros e declarações da oposição que alienam o eleitorado.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: