Luanda - A UNITA e o MPLA continuam a fazer leituras diferentes das eleições gerais do passado dia 23.

*Coque Mukuta
Fonte: VOA

Kamalata Numa, general da UNITA, revela que a CNE deixou de ser um interlocutor válido para este conflito pós-eleitoral.


Por seu lado, o membro do Comité Central do MPLA, Bento Kangamba, acalma os angolanos e apela aos supostos perdedores a se prepararem melhor para os próximos pleitos eleitorais.

 

Kamalata Numa disse à VOA que a CNE falhou e já não é um interlocutor válido para resolver a contenda eleitoral existente entre MPLA e a oposição.

 

“A CNE, se fosse um interlocutor válido, devia seguir a lei”, reiterou aquele responsável da UNITA que apela aos partidos da oposição a se unirem para reclamar por justiça eleitoral.

 

“Os partidos devem se juntar para exigirem a verdade eleitoral até porque quem tem arma, polícia e militares é o regime e os partidos da oposição só têm o povo e as leis, é melhor que surjam nesta fase pessoas que sejam interlocutores validos, o próprio João Lourenço para falar com a oposição”, desafiou Kamalata Numa.

 

MPLA desafia oposição a melhor

 

Por seu lado, o também general e membro do Comité Político do MPLA, Bento dos Santos Kangamba, é de opinião que os partidos na oposição devem se preparar melhor para os próximos pleito eleitorais.

 

“A oposição precisa de se preparar melhor para os próximos pleitos” disse.

 

A CNE cancelou o lançamento dos resultados provisórios e procede agora à contagem dos resultados nas comissões eleitorais provinciais.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: