Luanda - Morreu a paciente (Maria Cateco) violada no último sábado, no hospital geral de Luanda. A mulher, de 35 anos de idade, padecia de tuberculose e aguardava, nas últimas horas por uma transferência para o hospital sanatório de Luanda.

Governadora demite direcção do hospital geral de Luanda

O alegado violador aproveitou uma falha de segurança para se introduzir no edifício e foi directamente ao quarto da doente.

Um parente da vítima, que testemunhou a violação confirma que no dia 11 deste mês ele próprio também entrou com relativa facilidade no hospital geral da capital, embora seja com a anuência de seguranças.

Sim ou não, a verdade é que a morte da mulher, que já esteve internada no hospital Ana Paula, em Viana e no hospital sanatório de Luanda, está agora a ser associada à violação sexual.

O presumível violador encontra-se a contas com a justiça e aguarda ser ouvido por um juiz esta terça-feira.

Depois do Américo Boavida, novo caso volta a um hospital da capital angolana.

A governadora provincial de Luanda não hesitou em exonerar a direcção do hospital geral, na sequência do acto de violação a uma paciente, de 35 anos de idade, sábado passado.

Uma comissão de gestão coordenada pela chefe de secção de saúde da Direcção Provincial da Saúde de Luanda, Isabel Massocolo foi já criada.

Isabel Massocolo deverá apresentar no prazo de 45 dias um relatório dos acontecimentos e preparar medidas organizativas e de gestão do Hospital Geral de Luanda.

Artigo relacionado:

Polícia apresenta suposto violador de paciente no Hospital Geral de Luanda


Fonte: Apostolado



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: