Luanda - RECLAMAÇÃO PÚBLICA SOBRE OS ADMINISTRADORES DA ENSA

Caros Colegas,

Sabemos que todos os destinatários deste e-mail não têm nenhuma relação com a carta anexa e que quem está escondido por detrás dela pretende confundir-vos com eles. Por isso peço que continuem, serenamente, a desempenhar as vossas funções como até aqui.

Todos sabemos que a ENSA é uma empresa de sucesso reconhecido, líder do sector segurador com uma quota de cerca de 48% num ambiente concorrencial com 26 empresas no mercado, é considerada pelo ISEP – Instituto das Empresas Públicas - a primeira a prestar contas dentre cerca de 100 (cem) empresas do sector empresarial público durante os últimos quatro anos, consecutivamente, a única empresa pública angolana com rating internacional conferido pela Standard & Poors e líder dos co-seguros petrolífero, dos diamantes, avião pública e agricultura e, ainda, líder da ASAN –Associação das Seguradoras Angolanas.

Todos sabemos que apesar do contexto dos últimos anos, a ENSA nunca deixou de cumprir as suas obrigações essenciais relativamente aos trabalhadores, pagando rigorosamente nos dias 25 de cada mês salários que se situam acima da média do sector.

Isto requer meritocracia há muito implementada, pelo que não há espaço para promoções para quem é incompetente, não quer trabalhar e pensa que se cresce profissionalmente com campanhas de agitação sem se importar com manchar a reputação da empresa em benefício da concorrência e, em ultima análise, em prejuízo dos trabalhadores da empresa.

Pelo contrário, a ocupação de cargos na ENSA exige características de liderança, competências (conhecimento, habilidades e atitude) e muito trabalho.

Lamentavelmente, a ambição desmedida de muito poucos associada a uma grande frustração pela falta de promoção da incompetência leva a comportamentos de total desespero como este.

Mas, felizmente, todos sabemos, há muito, quem são os autores destes actos e o que pretendem: evitar a sua responsabilização disciplinar perante os erros de diferente tipologia que eles próprios cometeram e que deram origem a processos disciplinares pendente e na sua fase final. Têm medo do resultado.

Como sempre, o Conselho de Administração da ENSA vai cumprir rigorosamente e com sentido de justiça o estabelecido na Lei e garantir a responsabilização de quem prevarica do mesmo modo que incentiva e premeia quem trabalha.

A ENSA está sujeita a um controlo rigoroso de entidades externas, pelo que continua totalmente aberta às fiscalizações competentes e capazes de concluir o que todos os trabalhadores honestos da ENSA sabem: a total falsidade do documento ora enviado.

Estamos convictos de que os Colegas continuarão com o cumprimento das vossas tarefas, com observância das normas internas, designadamente o Código de Conduta da organização, a enfrentar os desafios que o mercado nos coloca, conscientes de que é apenas com isso que a ENSA faz a história de liderança e inovação do sector segurador nacional.

Melhores cumprimentos,


Manuel Gonçalves
Conselho de Administração
Presidente do Conselho de Administração



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: