Luanda - “Não ė o grito dos maus que me preocupa, mas o silêncio dos bons!...” – Martin Luther King Jr

Fonte: Club-k.net

Foi até certa altura o “Braço Direito” de JES

Ponto Prévio: Segurança do Estado (S.E.), substancialmente ‘falando’ representa a primeira e a ultima linha de defesa dos interesses vitais do Estado, quando esta linha ė “derrubada” significa dizer literalmente a queda, derrocada do Estado. Portanto a S.E. ė composta por uma serie de órgãos direccionadas para o objectivo acima mencionado. Entre estes objectivos, esta delineada obviamente a defesa da integridade da economia do País.

 

PROCESSO 105/85 ou Processo kamanga


Depois do celebre julgamento internacional dos mercenários em Angola (1976) o primeiro do género no planeta, o então processo 105/85 Foi a que mais empolgou a sociedade, estavam arrolados um número considerável de (105) cidadãos, que estavam implicitamente ligados ao trafico ilícito de diamantes, para o interesse próprio, dirigentes do MPLA (nomeadamente do seu CC) e do Estado, também estavam incluídos...Quando o processo ou a investigação explicitamente “apontou” para a Presidência da Republica ou seja JES, naltura recém-indicado/empossado PR e Líder do MPLA, este e um diminuto grupo de cidadãos/dirigentes influentes do Estado, decidiram retaliar desferindo uma machadada ‘mortal’ contra a S.E. e o TPR (Tribunal Popular Revolucionário) Presidido pelo competente camarada Adolfo Joao Pedro.


Acusando os oficiais operativos encarregues da instrução do processo, como pretendentes de um golpe de Estado contra JES... (Engraçado lembro-me que um destes acusadores era o então ministro do interior, Alexandre Rodrigues Kito – então, membro do BP do MPLA, que anos depois, foi por sua vez, vitima de tal acusação e cair em desgraça).


Naltura o homem forte do MINSE era o camarada Julião Mateus Paulo (Dino Matross) coadjuvado pelo finado Delfim de Castro, estava no leme do Departamento nacional da CIG (DNCIG) o camarada Daniel Quipaxe e no DOI nacional o Ngunga (estes dois últimos, saídos de Benguela), se a memoria não me engana o Processo 105 era liderado pelo mui competente operativo Jose Vales (já falecido). A extraordinária reviravolta nunca visto, foi e ė próprio de um enredo Hollywoodesco, os indivíduos presos, ‘camanguistas’ confessos foram todos soltos das prisões substituídos pelos oficiais da S.E. que desenvolveram o célebre processo, incompreensivelmente o Ministro e o seu vice-ministro, passaram incólume a fantástica reviravolta, Dino Matross, tornou-se depois um indefetível do círculo íntimo de JES...Quer dizer os criminosos passaram a heróis e os defensores da lei passaram a criminosos.


Jose vales depois de ser libertado da prisão em Bentiaba, apregoava amiúde; O MPLA Enganou-me! Morreu trucidado de decepção.


Somente anos mais tarde, se discerniu os propósitos de tal “machadada”, o Processo 105 encontrava-se já no tribunal (o Tribunal Popular Revolucionário – T.P.R), presidido pelo Adolfo Joao Pedro, no qual se destacou Simeão Cafuxi no papel do primeiro PGR de Angola, que realmente COMPREENDEU e exerceu de facto o seu papel, se a memoria não me falha ambos, foram ‘duramente’ ostracizados a boa maneira do MPLA, Adolfo Joao Pedro (suicidou-se tempos depois)...o celebre escritor Manuel Rui Monteiro, integrou o referido julgamento.


Deu-se inicio a “desmontagem” da S.E., atribuindo-o (ainda dentro deste malévolo propósito) as consequências do 27 de Maio de 1977, nunca compreendi porque, que, a DISA arcou “sozinha” (por assim dizer) com esta responsabilidade e não o MPLA, como que se Nito Alves, tivesse direcionado o seu golpe contra a DISA (poucos sabem que Nito Alves foi o fundador da DISA, nas vestes de Ministro da Administração Interna)...JES, foi o coordenador da comissão de inquérito contra o chamado Fraccionismo, JES nunca divulgou os resultados deste inquérito, nunca fez um pronunciamento sobre o 27 de Maio... porque não? A intenção era ‘impor’ a DISA como BODE EXPIATÓRIO, deu-se início da ‘formatação’ da RUINA do País...


Pode-se acertadamente concluir, que com uma só CAJADADA JES, “arrumou” com a S.E. (a tal barreira que deixou de ser barreira) e a Justiça (que foi costurada ao seu ‘tamanho e gosto’) desmontando indelevelmente o TPR, que se tornou mundialmente conhecido com o celebérrimo julgamento dos mercenários...pavimentando tenebrosamente o ‘caminho’ para o que se viria a seguir... no esteio do tenebroso e metódico plano, o alvo a seguir foi o MPLA...

F.G. MIALA

Não ė nenhum Santo, foi até certa altura o “Braço Direito” de JES (Lembram-se do célebre congresso do MPLA onde foram descaradamente ‘excomungados’ os três ex-primeiros ministros (Lopo de Nascimento, França Van-dunem e Marcolino Moco) incluindo “dinossauros” membros do BP do MPLA-Neto: - Lúcio Lara, Iko Carreira, Lukoky... FGM conta este episódio na primeira pessoa), Só para constar, se a memoria não me falha, neste congresso JLo ascende pela primeira vez, para o CC do MPLA, Dino Matross para suplente do BP do MPLA.

Depois deste tenebroso entre aspas, congresso dos “caídos” (como se convencionou chamar) foi a vez do MPLA ser “costurado” a medida de JES, o MPLA-Neto da “Critica e auto Critica” foi solenemente ‘enterrado’ sobreveio o MPLA-JES da híper-bajulação, de um horroroso culto de personalidade e da estupidificação...


FGM tem certa responsabilidade em algumas das ações malévolas desta época, especialmente no DESPEDIMENTO maciço (milhares) de ex- membros do MINSE e seu abandono total. No âmbito dos acordos de paz de Bicesse...


Porém deu bastas provas de competência e profissionalismo, na condução dos serviços de Inteligência nacional, por isso ter alcançado a patente de general... Certa entrevista que Milucha a partir dos “States” deu na radio VOA, “retratou” muito bem, quem era F.G.M. “Tudo passa por ele, ele ė o verdadeiro cérebro...” afirmou mais ou menos por essas palavras traçando o perfil do FGMiala.

Quando se deu início o processo de cooperação multibilionária com a China, alguns “indivíduos” do círculo íntimo de JES, conjeturaram desviar centenas de milhões de Usd, FGM achou por bem denunciar (?!) e aí foi (provavelmente) o princípio do Fim, foi também acusado de arquitetar um golpe de estado...e junto o seu “estado-maior”, lançado nos calabouços, o colaborador do peito “promovido” á “inimigo” do peito, mais ou menos como aconteceu com os ‘arquitectos’ do processo 105.
Angola;- o “Alvo” a abater


Com FGM fora do “jogo,” JES e comparsas abriram as comportas do “inferno” e soltaram todos os ‘demónios’ nunca a voracidade e a selvajaria dos corruptos e ladrões, foi tão bárbara e contundentemente DESTRUTIVA como a que se seguiu, a esmagadora maioria dos indivíduos nomeados para ministros, vice- ministros, governadores, enfim para qualquer cargo de uma certa responsabilidade até a mais minúscula, não planificasse de imediato o seu enriquecimento, através de actos ilícitos a prejudicando propositadamente o interesse nacional, Angola transformou-se no “inimigo” a abater impiedosamente...o violento cabritismo despiu totalmente o País, atirando-o para o CAOS e a falência total. O assalto ao erário público, era feito a descarada e de forma permanente, o enriquecimento instantâneo (tipo leite nido), era exposto de forma ridiculamente insolente e criminosa a vista de TODOS e estimulada pelos dirigentes do MPLA.

Durante esta época negra, onde esteve a S.E.? Existiu mesmo como tal?... Sim, para ‘aterrorizar’ os partidos da oposição e ‘comprar’ desertores políticos, praticamente todas as situações de “descalabro” que foi surgindo nos partidos da oposição, foi ocasionada/orquestrada pelos agentes da S.E..


FGM, regressa depois de uma humilhação indigente, e fazer uma “dolorosa” travessia no deserto, quase que “iria desta para melhor”...


Conclusão


Ė Extremamente necessário fazer ressurgir no seu verdadeiro papel a SEGURANÇA DO ESTADO, como a barreira intransponível de defesa dos interesses do Estado, o instrumento eficaz contra a corrupção... Bem como ė necessário, reformular os órgãos de Justiça, para o combate a Impunidade.


Esta-se na “cara” do porque que, JLo optou por “faze-lo” regressar... Quem tiver entendimento que entenda!


“Ė Tão criminoso quem comete a Acção como quem o consente...” – Proverbio popular

 

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: