Lisboa  - Dois antigos directores dos serviços de Inteligência externa que estiveram   envolvidos no badalado “caso Miala”, Miguel Francisco André e  Ferraz António foram formalmente desmobilizados, sexta feira, em Luanda obedecendo assim os  procedimentos das leis militares em torno daqueles oficias que desejam passar para a vida civil.


Ambos eram no exercício das suas funções, ao tempo do SIE, Coronéis, porem despromovidos a tenentes coronéis, após uma sindicância instaurada pelo Comandante em chefe do exercito Jose Eduardo dos Santos de que resultou nas suas prisões. Tinham sido  julgados em 2007 por crime de insubordinação militar. Isto é, toda a direção do SIE da era Miala.  O antigo director de informação e analises, Constantino Vitiaca  foi o único que não foi mandado para a cadeia porque nunca foi militar.

Os dois deverão agora ter uma vida fora das leis militares. Fernando Miala quando deixar a cadeia devera mais tarde passar pelo mesmo procedimento. A isso aponta se que seja o receio de elementos do regime. Visto que desmobilizado, o mesmo estará apto para desempenhar funções civil ou outras, ou mesmo caso desejar, concorrer um dia ao cadeirão Maximo da  Republica visto que goza de popularidade e conhecimento. Alias, o mesmo já era na pratica, ao tempo do SIE, uma espécie de co-Presidente de Angola.

Fonte: Club-k.net



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: