São Tomé - Depois de ter realizado o seu VI Congresso Extraordinário no passado dia 30 de junho, onde foi eleita a nova Direção, os novos membros do Conselho Nacional e do Conselho de Jurisdição Nacional, o Partido histórico de São Tomé e Príncipe deu mais um passo rumo à restruturação interna, com a realização, neste sábado, dia 7 de Julho de 2018, da primeira reunião do novo Conselho Nacional para a eleição dos restantes Órgãos do Partido, ainda sobre o lema da união, renovação e “casamento”geracional, uma das principais bandeiras da atual Direção.

Fonte: Club-k.net

António Quintas do E. Santos, rosto da antiga ala de revitalização do Partido, foi eleito para o cargo de Presidente da Mesa do Conselho Nacional, coadjuvado por Julieta Isidro e Adlander Matos como Vice-Presidentes e Magda Vany da Siva, como Secretaria. Logo a seguir, o Conselho Nacional aprovou o seu Regulamento Interno e, no âmbito das suas competências estatutárias, formalizou a eleição do Secretário- geral e Secretários-Gerais Adjuntos, nomeadamente, Arlindo Barbosa, Wuando Castro de Andrade e Aleris Mendes, respetivamente.

 

O “prato” mais esperado do dia foi a apresentação da proposta do Presidente do Partido, Jorge Bom Jesus, para a composição da nova Comissão Politica Nacional, Órgão executivo do Partido, já que havia a promessa de se tornar essa estrutura menos pesada, mais exígua, dinâmica e funcional, assumindo um corte com as más práticas do passado recente. Foram apresentados 44 nomes, dos quais 20 são rostos novos, em relação à composição da Comissão Politica anterior, respeitando as quotas estabelecidas por essa Direção para a composição dos novos Órgãos colegiais do Partido: 40% para renovação e 30% para a mulheres, no mínimo. A lista foi eleita

 

por maioria esmagadora e esses 44 novos membros vão se juntar aos outros 16, que são membros deste Órgão por inerência de funções, totalizando 60 membros, menos 29 do que a Comissão Politica cessante.

 

Os trabalhos continuaram com a eleição dos camaradas Alcino Pinto, Rafael Branco e Wuando Castro de Andrade para a Comissão Permanente da Comissão Politica Nacional, juntando-se ao Presidente do Partido, Vice-presidentes, Secretário Regional e Líder da Bancada Parlamentar, membros por inerência de funções.

 

Para a conclusão do processo de composição dos Órgãos Estatutários do Partido, foram também eleitos 18 camaradas para o Conselho Consultivo, Órgão de consulta e aconselhamento da Direção, composto pelos militantes mais experientes, que já assumiram diversos cargos de direção no Partido e na Governação do País, e por fim, foi criado o Gabinete de Seguimento e acompanhamento das Eleições, cuja constituição o Conselho Nacional delegou na Comissão Politica Nacional.

 

Outro facto que merece destaque foi a aprovação do Regulamento do pagamento de quotas do Partido, com a definição da nova tabela de valores e o perdão de todas as quotas em atraso até junho de 2018, abrindo, a partir de agora, uma nova era no Partido, onde a contribuição de todos é obrigatória, sob pena de limitação de alguns benefícios e direitos para os militantes que tenham quotas em atraso.

 

Para a próxima semana está previsto o início do périplo da nova Direção pelo Distritos e Região Autónoma, para o reforço das estruturas Distritais e a apresentação da Estratégia para as próximas eleições e por fim, o processo de restruturação interna do Partido será concluído com o reforço das estruturas da Direção das Organizações de massas do Partido, nomeadamente, a OMSTP, a JMLSTP e a Liga dos Veteranos.

 

São Tomé, 8 de Julho de 2018.
O Gabinete de impressa do MLSTP/PSD.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: