Lubango - CARTA DOS MAQUINISTAS DO CFM DIRIGIDA AO PRESIDENTE DA REPÚBLICA JOÃO MANUEL GONÇALVES LOURENÇO:

Fonte: Club-k.net

Depois do trágico acidente que vitimou 17 cidadãos os quais 2 maquinistas angolanos, 2 maquinistas chineses e 13 angolanos que trabalhavam na companhia chinesa, nós Maquinistas do CFM viemos por intermédio desta lamentar o seguinte:


Em primeiro queremos almejar uma óptima saúde ao PR JLo em companhia da primeira Dama e de toda sua família;


Senhor Presidente, o Comandante Panda teve um acidente que vitimou mortalmente dois cidadãos, e o senhor dignou-se en exonerá-lo do cargo de Comandante Geral da Polícia Nacional que foi uma medida bem acertada de um chefe de Estado, nós os Maquinista do CFM também pedimos encarecidamente ao PR JLo para que se digne em exonerar o Conselho de Administração do CFM que está já no seu Terceiro Mandato sem soluções para com a empresa e os trabalhadores, o senhor Presidente apercebeu-se do trágico acidente que ocorreu na Comuna do Munhino Município da Bibala Zona do Tchilundue que vitimou mortalmente mais de 17 cidadãos!
.
O acidente ocorreu por negligência graves do empregador que deve ser responsabilizado civil e criminalmente de acordo a lei por este ter causado gravemente danos humanos e materiais, para que isso não volte a acontecer o senhor deve tomar medidas duras para com esse Conselho de Administração.


O Conselho de Administração não pode invocar desculpas sem nexo;

 

Os dois comboios de Granito estavam anunciado para sair no dia 3 segunda-feira um saiu as 15h, outro devia sair as 16h, mas o comboio das 16h ficou cancelado não sei o porquê, e só deram a ordem de avanço para sair no dia 4 Terça-feira às 3h da manhã, por falta de comunicação nem sequer deram a conhecer aos chineses sobre o cancelamento do comboio, uma vez que o chineses também iriam circular na mesma via no dia 4;



Quando nós os Maquinistas descarrilamos com um comboio ou passamos por cima de uma agulha aparelho de mudança de linha, que é acidente de trabalho, a empresa obriga-nos a pagar entre 500 000 a 1000 000 00 Quinhentos mil a um Milhão de Kwanzas, que nem sabemos para onde esse dinheiro é canalizado só o Conselho de Administração sabe, porque para os cofres do Estado esse dinheiro não é direcionado.


Agora aconteceu o contrário o acidente ocorreu por negligência graves do empregador, qual é o valor que irão indemnizar as famílias enlutadas?


Todos os dias circulam dois comboios de Granito via Lubango-Namibe que totalizam em 14 comboios semanais de Granito de segunda a Domingo;
O PCA mentiu publicamente quando disse a comunicação social que, no troço Lubango-Namibe só circula um comboio por semana, logo deu-nos a entender que, esse Conselho de Administração só presta contas ao Estado do dinheiro de um comboio apenas, o resto do dinheiro de outros comboios põem em suas contas bancárias, precisa-se de um inquérito urgente nessa Empresa!

.
No tempo da gestão do Dr. Júlio Bango Joaquim atual PCA do CFL, no local onde ocorreu o acidente havia uma Estação de Rádio de Comunicação denominado (#Motorola_Keny_Ud) que funcionava sem dependência da rede Unitel, tínhamos comunicações em todo troço, Namibe Lubango até Matala nunca tivemos acidentes de gênero, já na era do General Daniel Quipaxe essa é a segunda colisão depois de uma em 2013 no troço Capunda Tombolo via do Cuando Cubango onde morreu também um Maquinista Chinês e vários feridos no comboio do CFM, se houvesse comunicações como antigamente esse acidente teria sido evitado.
.


A empresa aboliu as Rádios de Comunicação via satélites que tínhamos, preferiram fazer um contrato milionário com a unitel onde a comunicação só funciona aonde tenha rede unitel.

.
Nós os maquinistas viajamos sem direito a horas extras, não temos direito a folga, não temos direito dos 5% de subsídio de risco;

.
Senhor Presidente da República; os colegas que morreram nessa colisão de comboios um de nome Coronel Feka ya Male Maquinista de 3ª classe auferia o salário de 84 mil kz, o seu subsídio de risco (5%) seria de 1680 00 mil e seiscentos e oitenta kwanzas, o outro colega Agostinho Alberto Mujanga auxiliar de Maquinista auferia o salário de 69 mil kz, seu subsídio de risco(5%) seria de 1300 00 mil e trezentos kwanzas, que nunca é pago o tal subsídio alegando a falta de dinheiro na empresa.


.
A classe de maquinistas e não só está indignada com esse maltrato, por isso pedimos a intervenção rápida do PR JLo para exonerar o Conselho de Administração do CFM que já não está em altura para dirigir e Administrar o CFM.

.
Até aqui nunca percebemos do porquê, trabalhadores já reformados a mais de 5 anos ainda auferem o salário no CFM porque na Segurança Social não têm pensão.

.
Teríamos invocado mais assuntos, mas por enquanto ficamos apenas com esses pequenos detalhes.

.
Sem mais assunto sr PR JLo, reiteramos os nossos melhores cumprimentos antes formulados.

.
Lubango
Aos 05.09.2018



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: