Luanda - O novo governador da província angolana da Huíla, Luís Nunes, nomeado hoje pelo Presidente de Angola, João Lourenço, é um empresário que se tornou milionário, com uma fortuna estimada em 1.000 milhões de dólares (854,7 milhões de euros), segundo a Angop.

Fonte: Lusa

Membro do Conselho de República e do Comité Central do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA, no poder) desde 2004, Luís Manuel da Fonseca Nunes é natural de Caconda (Huíla), onde nasceu há 58 anos, e tornou-se o 12.º governador da província.

 

Segundo relata a agência noticiosa angolana Angop, foi na província da Huíla que Luís Nunes se tornou empresário e gere, atualmente, um grupo com 12 empresas ligadas aos setores agroindustrial, da madeira, metalurgia, construção e engenharia civil.

 

Luís Nunes foi pioneiro na constituição de associações empresariais no país, impulsionado pelo então comissário provincial da Huíla, Lopo do Nascimento.

 

Quando o país se abriu à economia de mercado, foi um dos mentores da primeira feira nacional agropecuária do país, inaugurada em 1986 pelo então Presidente da República, José Eduardo dos Santos, o que impulsionou, por sua vez, a criação da Associação Agropecuária Comercial e Industrial da Huíla, em 1991.

 

Além de empresário e fazendeiro, Luís Manuel da Fonseca Nunes, que substitui nas funções João Marcelino Tyipunge, lidera ainda a Cooperativa de Criadores de Gado do Sul de Angola.

 

Luís Nunes é filho de um dos primeiros empresários da Huíla, Manuel Inácio.

 

No histórico de governadores da província figuram Emílio Brás (1975/76), Belarmino Van-Dunem (1977/78), Nazário Vital (1978/79), Miguel João Luís Ivady (1979/83), Mariano da Costa Garcia "Puku" (1983/84), Rafael Sapilinha Sambalanga (1984/86), Lopo do Nascimento (1986/1990), Dumilde das Chagas Fortunato do Nascimento (1990/95), Kundhi Paihama (1995/99), Francisco José da Cruz (1999/2008), Isaac Francisco Maria dos Anjos (2008/12) e João Marcelino Tyipinge (2012/2018).

 

Huíla, cuja capital é o Lubango, é uma província no Sul de Angola com 14 municípios e tem uma população estimada em mais de três milhões de habitantes, a segunda mais populosa do país, depois de Luanda.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: