Luanda - O Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, defendeu hoje em Luanda a realização das eleições presidenciais angolanas num sistema parecido com o da África do Sul, que definiu como uma eleição «indirecta atípica».

O Chefe de Estado angolano falava aos jornalistas durante uma conferência de imprensa no Palácio presidencial da Cidade Alta, no âmbito da visita oficial de dois dias que o Presidente sul-africano, Jacob Zuma, realiza a Angola.

«O que estamos a advogar agora é a eleição (presidencial) por sufrágio universal, mas num sistema que seja parecido com o da África do Sul», declarou Eduardo dos Santos, defendendo a realização de um escrutínio directo e universal em que o Presidente é cabeça de lista do partido que o apoia, devendo a escolha popular ser depois ratificada pelo parlamento, mas que não é uma eleição indirecta típica.

Fonte: Diário Digital / Lusa



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: