Luanda - A Direção Nacional de Investigação e Acção Penal (DNIAP), terá perdido o rasto  da empresaria Yolanda Marina Isaac Carneiro (a de t-shirt branca na foto) que até pouco tempo estava sendo ouvida como declarante  num processo em que empresas suas - e de seu marido - apareceram como beneficiarias de um esquema de irregularidades envolvendo a Comissão Administrativa da Cidade de Luanda (CACL).

 

Fonte: Club-k.net

Ausentou se do país

A antiga  Vice-Presidente da CACL, e actual governadora provincial  do Bengo, Mara da Silva Baptista Domingos Quiosa foi também ouvida a margem deste processo envolvendo as contas do governo provincial de Luanda (GPL).

 

A PGR entende que já encontrou matéria suficiente para o processo seguir para outra fase em que alguns declarantes   passem para arguidos . Porém, Yolanda Carneira, que estava a ser ouvida, está desde alguns dias incontactavel pelo que fonte do Club-K,  alega ter viajado a pretexto  de  ir ter o bébé no estrangeiro (Barcelona).

 

Yolanda Marina Isaac Carneiro, é membro do comitê central do MPLA, desde o congresso de 2016.  Vice-Presidente das organizações Ritz,  sócia do Banco Keve, e por conseguinte, a mais importante “testa de ferro”, dos negócios privados de seu pai, o deputado e ex-governador provincial de Luanda, Francisco Higino Lopes Carneiro.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: