Luanda - Depois da polémica entrevista concedida uns tempos atrás ao nosso confrade Angolense, uma conversa de assuntos delicados demais para os padrões vigentes, o empresário Henrique Miguel «Riquinho» parece estar a conseguir dar a volta por cima.

«Riquinho» no último mês faz lembrar
ao gato e as suas sete vidas:
ainda agora parecia acabado e já está de regresso
«para voos mais altos»

Diz quem está a par do assunto que o empresário do ramo do entretenimento está a dar-se bem numa «reentre» que lhe poderá devolver a elevação que ainda há coisa de ano e meio fazia dele um nato mobilizador de massas, unindo a actividade empresarial à de militante do seu partido, o MPLA.


Nos últimos tempos, «Riquinho» tem estado a multiplicar-se em aparições públicas, como foi quando, numa recente conferência do seu partido no município do Rangel, apareceu depois a prestar declarações sobre o evento a uma conhecida estação televisiva de Luanda.


Há uma semana, entretanto, Henriques Miguel «Riquinho» foi recebido na sede do MPLA pelo secretário-geral daquele partido, Dino Matross, a quem se explicou e de quem obteve uma cordial recepção, conforme ilustram os sorrisos da foto publicada com esta matéria, e ainda alguns conselhos, segundo afirmaram fontes deste jornal, «de camarada mais velho para o mais novo».


«Os bons filhos voltam sempre a casa e o «Riquinho» está de pedra a cal no MPLA», disse uma fonte para ilustrar a este jornal o actual estado de ânimo e as convicções do empresário, tidas por supostos detractores como dúbias depois da entrevista de que se fala mais acima.


Na verdade, prosseguiram as fontes, estas aparições do empresário deram-se num lapso de 30 dias, levando à suposição de que o partido em que milita esteja a ensaiar consigo uma nova aliança para desafios políticos do futuro, algo que as fontes não conseguem descrever para precisar quais.


De acordo com as fontes, as aparições de «Riquinho» poderiam enquadrar-se numa acção de preparação do empresário «para voos mais altos», ou, então, numa parcimoniosa «démarche» para acalmar os seus ânimos».


Neste momento em que se encontra numa encruzilhada entre a sua actividade de militante político e empresário, «Riquinho» também está em vésperas de consumar que é reclamado poderem vir a ser dois estrondosos sucessos. «Riquinho» tem dois projectos empresariais na manga, estando um consagrado à música angolana e que inicia já no mês de Setembro sob a designação «Quintal do Atlântico», numa alusão ao local em que a iniciativa terá lugar.


Em Novembro, porém, a sua empresa conta trazer a Angola uma conhecida e «muita esperada» voz feminina dos Estados Unidos da América, algo com o que se pretende uma retomada ao ShowBiz e ao entretenimento «pela porta grande».


Para mal dos seus eventuais detractores, o percurso de «Riquinho» no último mês faz lembrar ao gato e as suas sete vidas: ainda agora parecia acabado e já está de regresso.

 

-- Nota: Consulte --
* Últimos artigos/relacionados publicados: - Empresário Riquinho no Club-k

Fonte: SA

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: