Sua excelência Dr. Ricardo Abreu


Cc:
Procuradoria-Geral da Republica Inspeção Geral do Trabalho
Casa Militar da Presidência da Republica

Sonangol Imobiliário
Porto de Luanda
O Colectivo de trabalhadores anónimos da Soportos


Vem por este meio desta apresentar a nossa indignação e descontentamento na empresa portuária SOPORTOS. S,A.


Sua excelência antes de tudo queremos lhe pontualizar o seguinte: A Soportos foi uma empresa criada no âmbito da reconstrução nacional nos meados dos anos 2007 a 2008. Na sua criação chamava-se 5M ou simplesmente GRN.


Depois de uma greve, na altura, para reclamar a forma de dirigir do atual Diretor Geral um cidadão de dupla nacionalidade Francesa e Israelita como se diz por ai.


O nome 5M durou pouco mais de quatro anos (4), a mudança de nome de 5M para Soportos S.A aconteceu depois desta mesma greve de protesto da direção do Sr. Daniel Zohar. Os ditos sócios aproveitaram-se para declararem falência de faixada mas até a presente data continuam com as mesmas práticas, os mesmos equipamentos da 5M, mesmos trabalhadores da 5M e aproveitaram também para expulsar todos os membros da comissão sindical, pelo silêncio do tribunal de Luanda e do Porto de Luanda; apelamos o regresso da comissão sindical.


Os equipamentos usados até agora foram comprados pela direção anterior isto é; antes da greve, estamos a falar de Camiões; Terex; Timbergs; e até algumas gruas como as Liebher etc. Existe já um processo-crime o advogado de defesa dos trabalhadores era o Dr. David Mendes, a greve tinha como objetivo pressionar e reclamar a má gestão do atual diretor geral, este processo esta no tribunal Provincial de Luanda, mas até agora nunca houve o parecer do Juiz. Clamamos por justiça.


Excelência os sócios da 5M decretaram falência e mudaram de nome para uma empresa criada na mesma época que é: Soportos S.A, com sede social em Luanda na Rua Ngola Kiluange no 152, 1o Andar, Município das Ingombotas e escritórios na Base Sonils, Titular do Cartão de Contribuinte Fiscal n.o 5417120359. Notar que a Soportos foi fundada meses depois da greve com o intuito de fugirem do tribunal Provincial de Luanda. Porque tão logo que terminou a greve os trabalhadores continuaram com a 5M mais alguns meses.

Os sócios Angolanos são: General Manuel Hélder Vieira Dias Júnior (Kopelipa); José Pedro de Morais e outros que não querem dar a cara.


Na parte dos expatriados são: Jean Pierre Falcone; Vicent Mikler mais conhecido por Varssar.

Atualmente a empresa é dirigida pelos seguintes Senhores:

1- Mário Mendes------------------- como PCA de igual é o atual PCA do comité Miss Angola.
2- Daniel Zohar-------------------------------Diretor Geral
3- Nuno Miguel Chagas Rodrigues ----- Diretor de Operações (amigo do Diretor Geral)
4- Sara Inácio ---------------------------------Diretora dos Recursos Humanos (amiga do Pca).
5- Jorge Santos -------------------------------Diretor dos Recursos Humanos pela HRD
6- Gerson Ramos-----------------------------Diretor de Finanças (Sobrinho do Pca)
7- João Coimbra ------------------------------Diretor de Património (Amigo do Pca)
8- Maurício Luvueso -------------------------Diretor de Contabilidade (Amigo do Diretor Geral)
9- Luís Vilhena de Sousa --------------------Diretor do Porto Seco (Amigo do Diretor Geral)
10- Osvaldo Bonfim ----------------------------Diretor da Terra-Verde Sequele (Amigo do Pca)


Até a data presente todos nós trabalhadores de base sentimo-nos como meros escravos destes Senhores acima enumerados. Que pelo sinal são todos estrangeiros.
Excelência esta direção vive desnorteados a título de exemplo são as violações de direitos humanos.


1- A Soportos tem duas direções de recurso humano HRD representado pelo Sr. Jorge Santos HRD e Sara Inácio Soportos como se vê os nomes acima. Mas nenhum trabalhador é efetivo quer na HRD bem como na Soportos. Houve-se que os únicos efetivos são os ditos chefes acima mencionado. Que vergonha

2- A Soportos hoje é uma empresa com mais de três (3) mil funcionários.


3- Temos horários diferentes de outros Portos, como o Porto de Luanda; Unicargas; Sogester e multi-terminais. Trabalhamos horas a mais do que devia.


4- Os trabalhos de turnos não são bem renumerados principalmente as noites.


5- Os trabalhadores dos transportes que têm efetuado viagens nas províncias, não são pagos os subsídios de risco e de deslocação.


6- Existe pessoas da mesma área de trabalho com a mesma função, mesmo tipo de serviço mas com salários diferentes, tudo a margem de amiguismos e bajulação.


7- Existe uma injustiça salarial e social, todos os chefes nomeados pelo PCA e pelo Diretor Geral recebem carros de ultima geração, e aqueles que estão por mérito e não são amigos destes usam carros e salários baixo.


8- As injustiças começam nos salários vão até em coisas básicas como refeitório.


9- No porto seco não existe condições dignas de trabalhos, o pavimento é terra batida que tem provocado muita doença nos colaboradores.


10- O seguro de saúde vigente na empresa é dos mais baratos só cobre o trabalhador.
a) Certos medicamentos não cobrem tirando o paracetamol e aqueles mais baratos,
b) Já tivemos colegas que acabaram de morrer por falta de uma assistência digna.


11- Trabalhamos muitas vezes em condições péssimas, por exemplo quando estiver a chover o pessoal são exigidos a trabalhar no meio da chuva.

a) Trabalhamos por baixo da chuva. Os conferentes não são respeitados, são maltratados.

b) Existe sala dos operadores, menos dos conferentes.

c) Admiramos como foi possível ganhar um certificado de Segurança Internacional do IMPA, mesmo sabendo que a Sogester que pelo sinal é mais organizado não os tem? Devem ter usado os métodos de corrupção que o Presidente João Lourenço esta a combater. Aqui é pão de cada dia nos dá hoje.

d) Os estivadores sobem por cima de contentores sem equipamentos de proteção correndo o risco de caírem.

12- Já existiu vários acidentes e muitos levaram a morte, com o silêncio do Porto de Luanda.


13- Os inspetores escalados pelo Porto de Luanda nada fazem.

a) Porque os inspetores escalados na Soportos, cada um deles têm uma empresa a
operar dentro da Soportos.

b) Criaram várias empresas que operam dentro da Soportos

 Empresas de Estivas
 Empresas de segurança
 Empresas de limpeza

Pertencentes aos ditos inspetores do Porto escalados de forma permanente na 5M, hoje Soportos

c) Com todas estas empresas do inspetores, que tipo de inspeção se espera da parte do Porto de Luanda? Queremos saber se estes senhores são inspetores ou sócios
camuflados?

d) Temos colegas hoje que se tornaram incapazes por acidente ou doenças profissionalmente adquiridos.

e) Muitos entramos jovens, hoje somos jovens na documentação mais velhos no físico, pelas más condições que são submetidos.

f) Na Soportos não são permitidos reuniões por parte dos trabalhadores, caso isto acontecer é imediatamente acionados fim de celebração de contrato.

g) Tudo isso para intimidações este facto aconteceu com todas as comissões sindicais que tentaram. Hoje todos foram banidos pelo Sr. Daniel Zohar.

h) O terminal é composto maioritariamente por jovem que hoje já ganharam experiencia no ramo, cada um na sua área. A titulo de exemplo o Porto de Luanda classificou-o como o terminal líder em Angola.

Excelência, queremos fazer uma breve descrição do perfil dos chefes que nos têm mantido como seus escravos e têm contribuído na nossa desgraça.

a) MARIO MENDES, temos a descreve-lo como incompetente frouxo, que só interessa no dinheiro e em nomear cidadãos estrangeiros com atitudes de colonos.


b) Conivente de todos os males existente na Soportos.

c) Devia ser exemplo porque dirige uma das mais conceituada área da vida social em Angola que o comité Miss Angola cujo as Primeiras Damas de Angola são Patronas. Não sabemos como se mantem como PCA do comité Miss Angola; viste ele ser incompetente em todos os lugares que dirige. Estamos a falar os lugares que este Senhor foi líder como: Hotel Presidente; Clinica Multiperfil; Comité Miss Angola e Soportos.


d) Nepotista e avarento

e) Ganancioso e colono

f) Ele só se preocupa com os estrangeiros.

g) O PCA trouxe vários estrangeiros que entraram com visto de turistas e aqui são todos eles os chefes de departamentos.


h) A maioria dos expatriados entraram em Angola com visto de turistas.


i) Recentemente empregou um velho já aposentado na Taag para chefe de património, outro é o Sr. Luís Vilhena para diretor do Porto seco, este senhor ainda é funcionário da base Sonil.


j) É preocupante porque todos os diretores e chefes nomeados pelo Sr. Mário Mendes e Daniel Zohar ganham fortunas, com direito a aluguer de grandes residências, carros de última geração.

k) Enquanto os seus vices que são compatriotas Angolanos, salários distantes dos seus chefes, carros segunda mão, ou marcas que não tem nada a ver.etc.

l) Todos os angolanos chefes têm salários muito aquém dos expatriados.

1- DANIEL ZONHAR- É atual Diretor Geral, um cidadão de nacionalidade Israelita e Francesa casado em angola com uma Congolesa residente, para conseguir uma outra nacionalidade após conseguir documentos Angolanos divorciou com a esposa congolesa de nome Gisela.

2- Recentemente a sua ex-esposa notificou-o no tribunal pelo seu mal comportamento, mas o caso foi abafado.

3- Fomos coagidos a assinar um memorando de bom comportamento para sustentar a sua defesa no tribunal, e todos nós assinamos neste dia. Não tínhamos escolha porque quem não assinasse seria considerado como sei lá o quê. Estamos agastados com esta situação, aonde não podemos reclamar nem tão pouco opinar e ser tido em conta.

4- O causador de todos os problemas chama-se Daniel Zohar.

(1) Este Diretor geral é uma pessoa com sorriso falso, mentiroso, manipulador, intriguista e acima de tudo sem preocupação do bem-estar do cidadão angolano. Ele não tem política própria.

(2) Criou um clima de queixinhas e bajuladores.

(3) É nepotista e bajulador

(4) Este diretor é gatuno, rouba através do sistema que ele é patrono.

(5) Só pra ver até que ponto o diretor não presta até o rapaz que cuidava do seu jardim em sua residência, bem como o filho da sua própria empregada ostentam de privilégios que muitos veteranos não possuem.

(6) Todos que bajulam e queixam os outros são os bem-vindos até são promovidos mesmo não tendo competências para tal.

(7) Basta bajulares, basta levares conversa da vida alheia o seu salario será maior que o teu próprio chefe, existe este tipo de clima.

(8) Pessoas que fazem o mesmo trabalho, outros são responsáveis de área mais, o amigo do chefe ganha mais, e tem mais privilégios.


(9) Este Diretor por ser estrangeiro só ouve e atende os estrangeiros, somente os estrangeiros são bem-vindos no seu gabinete. Ele vai dizer que recebe todos e não faz discriminação mais a verdade os nossos vizinhos congoleses esses sim, também são bem-vindos desde que bajula.

(10)O diretor usa o próprio sistema que ele é dono para derrubar os inimigos. (11)Foi pelo sistema que ele derrubou vários nomes que tudo fizeram para melhoramento da empresa a citar: Thierry Gournent; Jó; Soromuembo; Alex Costa; Ti Pinto; José Santana; Estiviandra de Oliveira; Dr. Mário Mendes (filho de Izalino Mendes); Júnior Paposseco; Ti Bula; Jorge Safety e outros. Todas estas saídas teve a ajuda do Senhor Nuno Chagas quase todos os dias encontrava defeitos destes junto do Diretor Daniel e este não teve dó nem piedade despediu todos para proteger o Nuno, pelo Nuno o Daniel faz até o impossível.

(12)Excelência o mau de todos os males na Soportos, na desorganização, intrigas, salários mau renumerados, desvalorização do pessoal, pouco humanismo etc., O culpado de tudo isto é o Diretor da Empresa Daniel Zohar, por uma razão muito simples.


(13)Entre os fundadores da empresa o Daniel é o único que ficou, correu com todos os outros, até agora corre com todos os que se opõe a ele.


(14)O Daniel Zohar sabe tudo que acontece na Empresa, só não faz nada para reverter a situação por ser estrangeiro.


(15)Esta mas preocupado com o acumular da sua riqueza e ponto final, o resto pra ele não interessa, já chegou a dizer certa vez se nós em Angola somos desorganizados ele não é culpado.

(16)Maltrata e humilha as pessoas, nomeia e exonera quando bem quer, e quando bem lhe convêm, sem se preocupar com o rigor e profissionalismo.

(17)Por causa do sistema ele pode derrubar quem ele quiser, adulterando as provas. (18)Ele é o dono do sistema e administrador do mesmo sistema, que controla as
seguintes áreas:


a) Faturação
b) Contabilidade
c) Finanças
d) Workshop
e) Armazém
f) Operações
g) Recursos Humanos
h) Saída e entrada de contentores
i) Transporte e logística
j) Sobre estadia dos contentores.


(19) Um Diretor Geral que controla tudo e todos não é sujeito a roubar. Porque que as finanças, contabilidade e faturação não têm outro sistema, com tantos sistemas em Angola? O diretor é o único que tem acesso dos descontos e muito mais. É por isso se alguém descobre o seu esquema faz tudo pra o derrubar, aconteceu com o Alex e Santana.


5- NUNO MIGUEL CHAGAS RODRIGUES, Português, Casado, titular do Visto de Trabalho n.o 000518935/SME/13, outorgada pelos Serviços de Migração e Estrangeiro aos 15-07-013.

6- Este Senhor já foi preso em angola, por falsificação de documentos, falsificou um passe da casa militar como se fosse também trabalhador na casa militar da Presidência da Republica de Angola. Exibia este passe no trânsito, nos aeroportos etc.

7- É um falsificador de primeira categoria

8- Não trabalha e não entende nada o que, só passa o dia a girar no terminal como um autêntico capataz. Nós já não precisamos mais de capataz o tempo da escravatura já terminou faz tempo.

9- Desconfia-se que o senhor Nuno é um traficante.

 O nuno expulsa quem bem ele quer, não se pode contrariar, nem mesmo responder para teres a porta de saída aberta.

 Para derrubar o Pinto e Santana foi fácil, O Nuno Chagas como controla a maior parte dos operadores, porque ele nuno iniciou a trabalhar em Angola como operador de Grua, os operadores carregavam em posições erradas, e tapavam logo as tampas do navio, escondiam contentores para não ser embarcados.

 Foram com estes mecanismos que conseguiram derrubar todos aqueles que contrariavam a forma de trabalho do Senhor Daniel Zohar.

 Hoje o diretor faz tudo que o Sr Nuno Chagas pede, tudo que o nuno quer o Director faz, tanto para aumentar salario, para promover até mesmo para exonerar ou expulsar injustamente um funcionário Angolano.

 Este Senhor nuno que é um cidadão de nacionalidade Portuguesa, age como se fosse um colono, não respeita o trabalhador angolano, trabalha como um autêntico capataz, não entende nada de operações, esta ai como diretor de operações porque foi ele (Nuno) que tudo fez para tirar os profissionais que entendiam na matéria.

 O senhor Nuno Chagas criou um grupo de privilegiados no seu pelouro, nas operações não basta somente ser profissional, mas sim ser amigo ou mesmo aliado do Nuno para teres o melhor salario.

 Aliança na bajulação, na fofoca, arquitetar planos maliciosos aquém não é do grupo Nuno.

 A título de exemplo os amigos do Nuno pode cometer erros não são punidos, mas os que não fazem parte do seu consulado qualquer erro é motivo de advertência pública ou expulsão.

 Trabalhar nas operações tem sido comparado como um inferno, este é o testemunho de muitos que lá trabalham tudo por causa do Senhor Nuno Chagas.

 Os conferentes que tudo fazem são tratados como escravos, são obrigados a trabalhar mesmo caindo chuva intensa, são obrigados a usar sombrinhas ou contentores para se abrigar, correndo inúmeros riscos. Nas operações não existem regras portuárias a única regra valida chama-se Nuno Chagas, ele é que ditas as regras não ouve ninguém. Existe pessoas que já deram muito cabedal na empresa hoje é atirada a sua sorte porque não são amigos nem do Nuno nem do Daniel Zohar.

 Todas as pessoas do Nuno Chagas ganham os melhores salários têm privilégios adicionais estamos cansados com o comportamento desta gente.

 Outro pormenor, todos os trabalhadores que criticam ou têm opinião diferente do senhor Nuno é automaticamente considerado inimigo, perde automaticamente todas as oportunidades de progressão.

10- SARA INÁCIO

1- Não temos muito a falar por estar na Soportos na empresa á dois anos

2- Apenas queremos alerta-la a deixar de ser arrogante

3- A deixar de aplicar faltas desordenadas

4- Deve aprender a valorizar os quadros Angolanos

5- Deve aprender a ser mais humilde

6- Deve se empenhar a ser mais humanista

7- Sara Inacio e o novo diretor financeiro, não temos muito a falar por serem novos, apesar de até agora não fazerem nada para reverter estas práticas, queremos apenas adverti-los a deixarem de ser mentirosos como o Daniel e Nuno Henriques Kussenica.


Excelência nós clamamos por justiça, e também por ajuda para desmantelar esta lavra clandestina que se chama Soportos (EX 5M).

a) Somos reféns no nosso próprio solo pátrio; na Soportos ninguém defende ninguém, cada um por si e Deus pra todos, nem mesmo o tal contencioso criado pelo Porto de Luanda defende os trabalhadores.

b) Não nos sentimos livres, os únicos livres são os expatriados podem tudo.

c) Assistimos nesta empresa constantes violações da lei geral de trabalho.

d) Clamamos por justiça, porque não podemos viver no nosso próprio pais como reféns.

Pedimos socorro das autoridades competentes.

A Nação Angolana desconhece a existência da Soportos, porque não é conhecida como a Sogester, Unicargas, porque os ditos sócios se escondem não mostram a cara, será que é um biscato organizado que promove criminosos? Porque tantos mistérios? Reflitam todos... por favor nos ajudem a desmantelar os criminosos Daniel Zohar; Nuno Chagas, e Mário Mendes. Mudem por favor estes indivíduos ou entreguem ao Porto de Luanda, casa Militar ou mesmo um concurso Publico para uma empresa idónea vir gerir.

PLANO DA CRIAÇÃO DA 5M,


Estava a ser desenhado um Porto independente dos já existentes na época antes das eleições de 2008, o país estava a desenhar um plano para reconstrução Nacional. Na época notou-se que os Portos existentes não poderiam cobrir a demanda. Então surgiu o ambicioso plano a curto prazo construir um porto para facilitar a descarga de mercadoria exclusiva para a reconstrução do País, que se denominou GRN.


O plano arrancou e o Governo Angolano contou com a ajuda e experiencia da GETMA, uma empresa francesa que operava, em vários países africanos como: República Democrática do Congo; República do Congo Brazaville, e República da Cote Divoir; etc.


A 5M suportou a descarga de toda carga que foi usada na construção de várias centralidades do País. Quando a Niledutch NDS, começou a ter problemas com a unicargas, pediram para se juntar a 5M. depois da Niledutch se instalar ai que começou a ganança dos senhores acima citados.


A 5M, foi criada como um gabinete especial da casa militar de apoio a reconstrução Nacional, mas o General Hélder Vieira Dias (kopelipa) e em companhia desviaram o objeto social da empresa e transformaram-na como suas propriedades. Não sabemos qual foi o critério utilizado para deixar de ser controlado pela casa militar para um privado.


Por favor façam um inquérito para devolver a empresa no estado. Temos mais coisas a relatar mais por enquanto é tudo.

Apelamos a inspeção geral do trabalho a trabalhar arduamente para se acabar com as más práticas na Soportos.


Do mesmo modo apelas as seguintes entidades a fazerem o mesmo: Ministérios dos Transportes

Conselho Nacional de Carregadores
Direção Nacional de Inspeção do Estado
Ministério de emprego e Segurança Social
Porto de Luanda
Sonangol Imobiliária
Casa Militar da Presidência da Republica
E a intervenção do digníssimo Presidente da Republica de Angola João Manuel Gonçalves Lourenço.

O Colectivo de trabalhadores anónimos.

Luanda ao 30 de Setembro de 2018

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: