Luanda - O angolano Mário Dala Quipaca, 47 anos, foi morto na madrugada de segunda-feira, com dois golpes de faca, quando chegava a casa, no distrito de Rudby Milnton,Cidade do Cabo, África do Sul.

Fonte: JA

Em declarações ao Jornal de Angola, José Quipaca, irmão da vítima, afirmou que Mário foi atacado por quatro homens, no momento em que desceu da sua viatura para abrir o portão de casa, na Cidade do Cabo, onde reside há mais de 20 anos. Até ontem, a Polícia local ainda trabalhava para localizar os assassinos.


De acordo com os relatos, depois de ouvir barulho, a esposa, sul-africana, saiu para ver o que se estava a passar, mas já o marido estava estendido. “Ele vinha da casa de um amigo, também angolano, e foi atingido no peito e nas costas, logo que parou a viatura”, disse uma fonte familiar, presumindo que já estava a ser perseguido.


José Quipaca disse que o irmão ainda chegou a ser socorrido, mas o óbito foi declarado logo que deu entrada ao hospital. Mário Dala trabalhava numa em-presa de segurança electrónica. Os assassinos levaram a carteira e a chave do carro.


O caso está a ser acompanhado pelo Consulado de Angola na Cidade do Cabo. Duas irmãs da vítima seguem domingo para África do Sul, a fim de tratar de assuntos relacionados com a trasladação do corpo para Luanda.


O irmão do malogrado, afirmou que Mário Dala planeava vir a Luanda em Dezembro, com os três filhos e a esposa, para passar o Natal junto dos familiares.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: