Luanda - O cantor Matias Damásio dedicou o quinto disco denominado “Augusta”, lançado no sábado, na Praça da Independência, em Luanda, às mulheres angolanas, por tudo o que têm feito ao longo dos anos, em prol da edificação das famílias e o contributo prestado nos mais variados sectores sociais para o desenvolvimento do país.

Fonte: JA

Em declarações ao Jornal de Angola, durante a sessão de autógrafos e comercialização do disco que vem acompanhado do DVD, “O homem por trás do artista”, o músico disse que as sociedades precisam de valorizar mais o contributo prestado pelas mulheres, por considerá-las “os pilares da edificação de qualquer sociedade”.


Matias Damásio agradeceu, de forma especial, o carinho que tem merecido dos fãs ao longo dos anos de carreira. “Os meus admiradores têm sido das coisas mais importantes na minha vida, porque graças ao carinho deles me sinto cada vez mais fortalecido, para continuar a trabalhar e dar o meu contributo à Nação”.


Diante de um público diversificado e eufórico, o cantor do sucesso “Juro por tudo”, teve tempo para interagir com os admiradores, em vários momentos. Uns, procuravam o melhor ângulo para chamar à atenção de Matias Damásio: “Neto da Augusta, nós te amamos...tu és o nosso cantor preferido, obrigado filho de Benguela, filho de Angola”.


Em outras ocasiões, o cantor era “obrigado” a interromper, por instantes, a assinatura dos discos para fazer fotos para a posteridade, insistentemente os fãs o pediam. “Não Sou nada sem vocês”, respondia em forma de agradecimento. O disco “Augusta” tem 12 temas, com destaque para as participações das cantoras Pérola (Angola), Áurea (Portugal) e Cláudia Leitte (Brasil).


“Só Para Te Abraçar” é o tema com o qual a cantora Pérola participa em dueto com Matias Damásio, como uma das convidadas especiais no quinto disco do autor do “menino” de Benguela intitulado “Augusta”, em homenagem à avó.


O tema foi gravado em Portugal e retrata as relações interpessoais distanciadas por razões diversas, mas que ao mesmo tempo se “sentem abraçadas pelo vento.”


Matias Damásio recebeu a visita de várias crianças desfavorecidas do Lar Kuzola, que na ocasião interpretaram uma canção infantil instruídas pelas tias do Lar, coordenadas pela vigilante Avelina Simão Moreira, que disse ao Jornal de Angola, ser uma actividade enquadrada no programa da instituição de recreação e passeio com as crianças.

Imagens da digressão em DVD


O CD “Augusta”, vem acompanhado do DVD “O homem por trás do artista”, que revela as emoções que marcaram a digressão “Somos Angola, Somos Cuca”, que em sete espectáculos levou o melhor do talento de Damásio a sete províncias do país”.


A digressão começou no Soyo, nos dias 7 e 8 de Abril, no Campo 11, seguiu-se a cidade do Uíge, dia 14 de Abril, na Praça da Independência, depois foi Saurimo no dia 21, no Largo 1º de Maio, Malanje foi a 5 de Maio, no Campo do Ferrovia, Lubango a 12 de Maio, no Largo Millennium, Benguela a 19 de Maio, no Largo de África, e em Luanda foi a 26 de Maio, no Quatro Campos, em Viana.


Matias Damásio nasceu a 9 de Maio de 1982 em Benguela, entretanto, foi em Luanda que encontrou melhores condições de trabalho e de mercado. A arte de cantar é a grande ferramenta que lapidou, para dar início a uma carreira com a finalidade de garantir o seu auto-sustento. Chegou à capital do país e venceu.


Esta é a sina de um menino que procurou perseguir o seu sonho, e hoje é uma das figuras mais prestigiadas da cena musical angolana. Agora, Damásio tem estado a deixar a sua marca no mercado internacional, utiliza o mercado português para vingar no continente europeu.
Damásio entrou na lista dos músicos angolanos mais internacionais, da qual constam Bonga, Paulo Flores, Anselmo Ralph, Waldemar Bastos e C4 Pedro.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: