Lisboa - O extremo angolano Wilson Eduardo já recebeu a comunicação oficial da FIFA para representar a seleção angola. A confirmação foi dada esta sexta-feira pelo presidente da Federação de futebol do país.

Fonte: Lusa

O extremo angolano Wilson Eduardo, do Sporting de Braga, está administrativamente apto para representar os ‘Palancas Negras’, indica esta sexta-feira o presidente da Federação Angolana de Futebol (FAF), citado pela imprensa local.

Em declarações ao canal desportivo Rádio 5, da Rádio Nacional de Angola (RNA), Artur Almeida e Silva indicou que a FAF já recebeu a comunicação oficial da FIFA, pelo que o jogador angolano poderá disputar já o jogo da sexta e última jornada do Grupo I de qualificação para a fase final da Taça Africana das Nações (CAN2019), em 22 de março, em Gaborone, contra o Botsuana.


“A nacionalidade desportiva (de Wilson Eduardo) agora é angolana. Já vamos contar com ele no próximo jogo. Recebemos uma comunicação da FIFA”, disse o dirigente do organismo que superintende o futebol angolano.

Wilson Eduardo, de 28 anos, foi convocado pela primeira vez pelo selecionador de Angola, o sérvio Srdjan Vasiljevic, para o desafio com o Burkina Faso, em 18 de novembro, em Luanda, onde chegou a treinar com os companheiros, mas acabou por não poder jogar por falta da nacionalidade desportiva angolana.

Wilson Eduardo, que nasceu a 8 de julho de 1990, em Pedras Rubras, na Vila da Telha, começou a carreira no Grupo Desportivo Vilar e jogou também nas seleções jovens de Portugal (Sub-16, Sub-17, Sub-19, Sub-20 e Sub-21).

O dianteiro passou pelas formações do FC Porto, Sporting, Real Massamá, Portimonense, Beira-Mar, Olhanense, Académica, Sporting B, Dínamo de Zagreb (Croácia), Den Haag (Holanda) e Sporting de Braga.

Na Liga portuguesa, em 2018/19, Wilson Eduardo, filho de pais angolanos, disputou 14 jogos e apontou sete golos.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: