Luanda – A deputada do MPLA, Welwitschia dos Santos "Tchizé" quebrou o silêncio de varias semanas para reagir a uma noticia avançada, esta semana, pelo Club-K que dava conta da situação da sua empresa “Mandume Seguros, S.A.” que em condições normais deveria ser encerrada como manda o artigo 20 da lei Geral da actividade seguradora por motivo de Inatividade

Fonte: Club-k.net

"Isto prova que não beneficiei de dinheiro do Estado"

Na sua resposta, Tchizé dos Santos justifica-se dizendo que não se esta diante de uma empresa fantasma, “simplesmente de um projecto que por motivos de bloqueios e burocracia não saiu do papel”.

 

No ponto de vista da deputada “não há nada de ilegal, nem de errado”, salientando que “há vários empresários e investidores que lutam e não conseguem levantar projectos”. Porém, o facto de a sua empresa não estar a operar por suposto bloqueio, é segundo defende “mais uma prova que não beneficiei de dinheiro do Estado nem empréstimos sem garantia do BPC para fazer negócios e sempre batalhei com outros empresários, senão haveria de estar aberta”.

 

Constituída desde 2011, a seguradora “Mandume Seguros, S.A.” tem como PCA formal, o bancário Tito Luís Abrantes Zuzarte de Mendonça (irmão de Tchizé) enquanto que a Presidente do conselho fiscal, é a jurista Maria Luísa Abrantes. Ambos exercem funções equivalente no “Banco Prestigio” detido por Tchizé dos Santos.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: