Luanda - O Governo angolano está a negociar a aquisição de sistemas de defesa antiaérea com a Bielorrússia, por 200 milhões de dólares (175 milhões de euros), segundo um despacho presidencial a que a Lusa teve hoje acesso.

Fonte: Lusa


De acordo com o documento assinado pelo Presidente angolano, João Lourenço, publicado na segunda-feira, o negócio é justificado com "a necessidade de garantir a operacionalidade e funcionamento do sistema de defesa antiaéreo das grandes cidades e objetos económicos estratégicos do país".

 

O documento aprova ainda o acordo de financiamento entre a República de Angola e o Banco de Desenvolvimento da Bielorrússia, "para aquisição de equipamentos e outros bens para fins específicos" das Forças Armadas Angolanas (FAA).

 

O negócio envolve a empresa TETRAEDR e, segundo o despacho presidencial, terá a garantia da Agência de Crédito à Exportação Eximgarant, da Bielorrússia.

 

Angola conta com uma das maiores Forças Armadas em África, com um efetivo total superior a 100.000 militares, entre os três ramos (Marinha, Exército e Força Aérea).

 

No Orçamento Geral do Estado angolano para 2019, o Governo inscreveu uma dotação de 586 mil milhões de kwanzas (1.650 milhões de euros) para o setor da Defesa, equivalente a 5,16% de toda a despesa pública prevista para este ano.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: