Luanda - Nascido em Angola no ano de 1961, Sebastião José António Martins especializou-se em Estratégia, no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, da Universidade de Lisboa, com a dissertação de mestrado A Subversão Política e a Revolução: Cenários Globais e a Perspectiva Angolana, em 2014.

Fonte: sebastiaomartins.org

Publicou, em 2015, a obra Labirintos Mundiais: As Revoluções Pós-Modernas e os Caminhos da Incerteza Global, desenvolvida a partir da dissertação de mestrado distinguida pelo mérito e excelência. Estudioso por natureza, frequenta actualmente o doutoramento em Ciência Política, no ISCSP – Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa.

 

Em Angola, é Membro Fundador do Centro de Estudos Estratégicos Militares da Escola Superior de Guerra (2015), foi, entre 2012 e 2013, Chefe do Serviço de Inteligência e de Segurança de Estado, tendo, entre 2010 e 2012, acumulado com a função de Ministro do Interior; Vice-Ministro do Interior até 2010; Director-Geral do Serviço de Informações; e, ainda no Ministério do Interior, desempenhou o cargo de Director de Planeamento e Finanças, no ano de 1999.

 

Em 1995, foi transferido em comissão de serviço para o Ministério do Interior, mais precisamente para a Polícia Nacional, onde fez carreira, alcançando a patente de Comissário-Chefe que mantém actualmente. Lá, exerceu a função de Comissário-chefe da Polícia Nacional, colaborando, nesse mesmo ano como Director de Planeamento e Finanças no Comando-Geral da Polícia Nacional. Em 1993 foi Chefe de Direcção Nacional no Serviço de Informações e, logo depois, assumiu o cargo de Director Nacional no mesmo órgão.

 

No Ministério da Segurança de Estado, ocupou, sequencialmente, os cargos de Chefe de Secção, Chefe de Departamento, Director Interino de Gabinete e Director Adjunto, entre 1983 e 1989. Nos anos 80, integrou ainda as Forças Armadas Angolanas, atingindo a patente de Tenente-Coronel.

 

Ao longo da sua carreira profissional, Sebastião Martins procurou sempre enriquecer o seu conhecimento. Foi assim que, em 2013, estudou Gestão dos Órgãos de Inteligência e de Segurança do Estado, na Rússia, tendo já, em 2009, frequentado a Pós-graduação em Segurança Nacional, pelo ISCSP – Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa.

 

Embora o seu percurso académico tenha iniciado pela via económica, frequentando o Bacharelado em Economia da Universidade Agostinho Neto, em Luanda, seguindo-se, em 2004, da licenciatura em Gestão pela Universidade Aberta de Lisboa, foi em 2007 que Sebastião Martins enveredou pelo rumo das Ciências Sociais, especializando-se em Gestão Aplicada às Administrações Públicas, pela Universidade Politécnica de Madrid.

 

Em 2008, frequentou o Mestrado em Administração Pública na Universidade Politécnica de Madrid, tendo recebido, no mesmo ano, o Diploma de Aperfeiçoamento na Escola de Altos Estudos Internacionais de Paris, e, no ano anterior, o Diploma em Alta Direcção de Inteligência e Segurança, em Israel.

 

Em 2009, voltando às origens dos seus estudos, assistiu a um Seminário de Economia para Economistas.

 

Sebastião Martins domina a língua Francesa, falando também Espanhol e Inglês.

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: