Malanje - O presidente do Conselho de Administração do Banco de Poupança e Crédito (BPC), Alcides Safeca, anunciou hoje (segunda-feira), em Malanje, a concessão de créditos para potenciais empresários que garantirem menor risco de incumprimento, no final deste ano.

Fonte: Angop
Ao falar num encontro com os empresários locais, o responsável disse que o banco pretende ajustar-se às necessidades da classe empresarial, razão pela qual vai trabalhar na optimização dos custos operacionais, visando o desenvolvimento das suas tarefas sem sobressaltos, sobretudo no que toca a disponibilização de créditos “significativos”.

Recorde-se que o banco suspendeu a concessão de crédito há mais de dois anos, devido ao volume de crédito malparado.

Acrescentou que até ao final do ano, tendo em conta as políticas de reestruturação e revitalização em curso desde 2016, o banco estará já melhor organizado e disponível para conceder créditos aos empresários, tendo em vista o fomento da robustez económica.

Segundo Alcides Safeca, a instituição retomou em Agosto de 2018 o “BPC Salário” apenas para empresas com as quais estabeleceu protocolo e tem estado a desenvolver com normalidade outras operações, com enfoque para as cambiais, destinadas à empresas e particulares, através das carteiras de crédito.

O encontro do Conselho de Administração do BPC com empresários de Malanje teve por objectivo auscultar as preocupações dos homens de negócios e resgatar a confiança junto deles, tendo em atenção a nova abordagem e forma de relacionamento, voltadas para a melhoria da credibilidade e confiança com os clientes.

No prosseguimento da jornada, a delegação do BPC reúne terça-feira (12) com a Comissão Executiva do banco na província.

Criado em 1991, o BPC tem balcões nas 18 províncias de Angola e é o maior banco comercial do país, com 444 pontos de atendimento.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: