Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, encorajou nesta segunda-feira o combate à criminalidade empreendido pela Polícia Nacional (PN) no país e em Luanda, em particular.

Fonte: Angop


João Lourenço, que falava na condição de Comandante-em-Chefe das Forças Armadas Angolanas, quando conferia posse ao segundo comandante Geral da Polícia Nacional, António Maria Sita, destacou que o trabalho positivo dos oficiais e agentes da corporação tem permitido combater com sucesso os crimes na cidade de Luanda, onde esse fenómeno mais se faz sentir.

 

O Presidente João Lourenço reconheceu que nos últimos meses a corporação tem-se destacado, não obstante à falta de recursos humano e materiais.

 

É fundamental, disse, continuar com a sua missão, na esperança de que os meios serão em breve mais eficientes. O “Executivo está a envidar esforços no sentido de dotar a polícia com o que merece”.

Interacção polícia e comunidade

Em declarações à imprensa, após a tomada de posse, o segundo comandante da PN, António Maria Sita, solicitou maior interacção entre os efectivos da corporação e a comunidade.

 

"Vamos consolidar o princípio de policiamento de proximidade para reduzir os crimes", vincou.

 

Segundo António Sita, o Comando Geral da Polícia Nacional tem uma estratégia para a redução da criminalidade em todo o país, em particular para Luanda, que detém 30 por cento dos crimes a nível nacional, devido à sua densidade populacional.

 

António Maria Sita exerceu os cargos de comandante da polícia nas províncias de Benguela, Huíla, Cabinda e Luanda.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: