Luanda - Sobre o caso da morte de uma cidadã, vendedora ambulante "zungueira", supostamente morta por um agente da ordem, no bairro Rocha Pinto, arredores do Estádio "22 de Junho", tendo provocado o congestionamento do trânsito automóvel algures na Avenida 21 de Janeiro, a Polícia Nacional informa que, o caso ocorreu como resultado de uma acção policial, em que as forças policiais realizavam actividades de manutenção da ordem pública.

Fonte: PN

"O facto obrigou medidas policiais proporcionais"

O referido facto originou uma situação de confronto entre as forças da ordem e a população residente naquele território, o que obrigou medidas policiais proporcionais, capazes de repor a ordem pública, tendo permitido o controlo da situação a favor das forças policiais, bem como a fluidez do trânsito na avenida ora referida.


O agente em causa encontra-se detido, e apesar de terem sido feridos, quer agentes, quer populares, até ao momento foi apenas confirmada uma morte.


Entretanto, encontram-se detidos pelo menos 18 suspeitos de envolvimento nas acções de arruaças, danos materiais e insurreição contra as forças da ordem e tranquilidade públicas.


Importa referir que, estes dados são preliminares, e os danos causados a viaturas que trafegavam pela Avenida 21 de Janeiro, no momento das acções, estão por avaliar, visto que as pessoas saíram do local e não prestaram informações à Polícia.


Pelo comportamento apresentado pelos cidadãos, em função do sucedido, a Polícia Nacional apela a população a não entrar em euforia e a evitar o desacato às autoridades policiais em situações semelhantes.


Outrossim, a Polícia Nacional endereça à família enlutada os mais profundos sentimentos de pesar e reafirma o seu compromisso na garantia da ordem e tranquilidade dos cidadãos.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: