Lisboa - O líder bósnio-sérvio Radovan Karadzic foi condenado esta quarta-feira a prisão perpétua pelo seu papel no massacre de Srebrenica, durante a guerra da Jugoslávia.

Fonte: RR

Karadzic já tinha sido condenado a 40 anos de prisão em primeira instância, mas a acusação recorreu. No recurso, os juízes do Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia (TPI-J) concordaram que a pena era demasiado leve e aumentaram-na para prisão perpétua.


Na leitura do acórdão, os juízes aceitaram a decisão da primeira instância de que Radovan Karadzic teve como intenção cometer genocídio contra os bósnios muçulmanos durante a guerra.


O massacre de Srebrenica ocorreu em 1995 e foi um dos incidentes mais trágicos da guerra que se seguiu à desintegração da Jugoslávia.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: