Luanda - Um consórcio de jornalista publicou um inquérito sobre o sistema de desvios de fundos instalado pelo antigo Presidente da Gâmbia, Yahya Jammeh, exilado na Guiné-Equatorial, revelou ontem a Reuters.


Fonte: JA

Segundo o inquérito, Yahya Jammeh, que esteve no poder entre 1994 e 2017, terá desviado durante este período cerca de um bilião de dólares.

 


Auto-proclamado curandeiro da Sida, proprietário de uma quinta com animais exóticos, de um campo de treinos militares e de várias viaturas de luxo, a sua Presidência foi marcada pela opulência, o desenvolvimento de infra-estruturas públicas, mas também, por uma severa repressão a qualquer forma de contestação.

 


Segundo o Banco Mundial, até 2017, ano da queda de Jammeh, a Gâmbia, com dois milhões de habitantes, tinha uma dívida externa de 489 milhões de dólares, com o Banco Central endividado em 130 por cento do PIB.

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: