Luanda - Eu apoio a ideia de o Presidente Isaías Samakuva concorrer para mais um mandato, deixando a possibilidade de virmos a ter uma outra figura como candidato do Partido nas eleições de gerais de 2022!

Fonte: Facebook

Aos 73 anos de idade a energia e a capacidade de trabalho do Presidente Isaías Samakuva são impressionantes!


O périplo que está a levar a cabo na região Leste do País é bem prova disso.


Estou seguro em afirmar que NENHUM político mantém tanto contacto com o povo como o Presidente Samakuva que palmilha, por terra, TODO O PAÍS, das províncias, municípios, comunas, sectores ás aldeias.


Aprecio bastante as qualidades do Presidente Isaías Samakuva, tais como o seu empenhamento e espírito de missão, a honestidade, circunspecção e sabedoria.


Falando em honestidade, ninguém duvida que Samakuva seja a maior pedra no sapato do regime corrupto do MPLA.


Tentaram lhe corromper de todas as formas e maneiras possíveis e NADA! O homem é impoluto.

 

Sou militante e membro dos órgãos de direção da UNITA.


Nós na UNITA pugnamos pela liberdade para os homens e para a Pátria mãe, sendo este o primeiro princípio fundante do Projecto de Muangai.


Somos um Partido independente e democrático é, por conseguinte, temos uma apreciável pluralidade de opiniões.


No final, como em qualquer democracia as decisões tomadas pelas maiorias, através do voto secreto é que prevalecem.


Talvez muitos não o saibam, mas na UNITA o Presidente não é o manda-chuva, cuja vontade se sobrepõe ao Partido.


Bem pelo contrário, ele apenas orienta a execução da estratégia e das orientações tomadas pelos órgãos superiores deliberativos (Congresso, Comissão Política e Comité Permanente), aos quais também presta contas.


Vamos ao nosso XII° Congresso Ordinário e a ser candidato, o Presidente Samakuva terá o meu voto.


Caso ele não ganhe, serei naturalmente leal àquele que venha ser eleito para orientar o Partido nos próximos quatro anos.

Até lá, nada de distrações. A UNITA tem de ser poder em Angola para higienizar o exercício do poder político em benefício de TODOS os angolanos.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: