Bélgica - Abel de Jesus Gomes, de 42 anos de idade  (top esq.), ex membro do Comité de Acção do MPLA neste país  e residente no Reino da Bélgica, cidade de Liège a mais de 16 anos , foi sentenciando recentemente a uma pena de 4 anos de prisão por abusar sexualmente a sua filha.


Fonte : Club-k.net

O Josef Fritzl angolano

A informação foi prestada ao Club-k, por membros da família que recordaram que o mesmo foi detido pela policia local em Outubro de 2008, quando a filha apresentara a queixa.


A semelhança de Josef Fritzl, o pedófilo austríaco que gerou 7 filhos com a filha, Abel de Jesus Gomes, também chegou mesmo a engravidar a filha, segundo apurou o inquérito da polícia.


Abel Gomes encarregou-se pessoalmente de provocar o aborto, levando a menina ao hospital, alegando às entidades hospitalares, que a menina tivera sido engravidada por outrem e ele na qualidade de pai assumiu a responsabilidade de realizar o aborto.


O vício & impacto Comunidade angolana

A comunidade angolana chocada com os factos, muitos se interrogam, o que levou um homem com o perfil de Abel de Jesus Gomes, conhecido e respeitado, a praticar tais actos.


Alguns membros vetam a possibilidade de Abel Gomes ter inclinações em actos de feitiçaria. Porém, outros membros advogam que o criminoso ter deturpações mentais que o induzem a relacionar com menores de idade.


É oportuno salientar que Abel de Jesus Gomes, já abusara sexualmente duas menores, igualmente na Bélgica mas sem evidências palpáveis e a polícia não o julgou até ao presente momento sobre tais alegações


A primeira vítima (nome fictício Mãezinha) foi uma menina, criada pelo mesmo desde os seus 9 anos. Aos 15 anos a Mãezinha confessou os actos de abusos sexuais aos familiares que optaram na solução e apuramento dos factos a brutalidade, tendo no entanto «agredido brutalmente o pedófilo».


Ainda sobre a Mãezinha, segundo fontes segura era usada como escrava sexual. Melhor, alugada a amigos tais como a o conhecido Dany que antes residira na cidade de Liège . As nossas fontes não conseguiram apurar se em troca a família Gomes recebia alguma renumeração financeira.

Como resultado destes bárbaros actos, a Mãezinha, chegou mesmo a engravidar e segundo revelam os factos também for forcada a provocar o aborto.


O segundo caso, trata-se da menina de nome fictício Pancha, (Bélgica) mãe aos 16 anos do primeiro filho e José  Gomes e apontado como o pai biológico.


Esposa do Sr. Gomes (Rita Canga) sabia das violações Mulher sem escrúpulo

Em casos do género, onde o marido abusa sexualmente da própria filha, pode ser uma situação muito constrangedora para a esposa, em como encarar a situação.


Em muitos relacionamentos, é motivo suficiente para uma separação definitiva. Recorde-se que no caso semelhante do senhor Luís Mulato que tambem abusara sexualmente a filha a  sua esposa, Sr. Rita Luís abandonou o esposo automaticamente e exigiu a custódia da menina.


Porém, a senhora “Sorte”, ou simplesmente Rita Canga (top dir.) esposa de Abel Gomes, apesar ter confessado que no princípio sentiu-se abalada com a situação, semanas depois voltou a ter uma relação normal com o esposo mesmo sabendo os factos da detenção


Ela admitiu também que quando o esposo não dormisse no seu quarto, estava na sala com a filha. Mostrava, vídeos pornográficos gravados no seu computador portátil, segundo a própria menina, contando a algumas pessoas e amigas, acrescentando ainda que em alguns casos o senhor Gomes praticava estes actos indecentes na casa do seu irmão mas novo que também reside na Holanda.


-- Nota: Consulte --
* Últimos artigos/relacionados publicados: - Abel de Jesus Gomes no Club-k



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: