Lisboa -  O Presidente José Eduardo dos Santos esteve num dos últimos  fins de semana  na fazenda de Desidério Costa, no bairro funda, algures em Luanda, tendo la ficado por cerca de seis horas. A moldura de acolhimento/atração  que o espaço  apresenta terá encantado, o PR. A fazenda dispõe da facilidade de andar de cavalo, um passatempo que  JES aprecia/pratica quando viaja a França, em privado.

 

Fonte: Club-k.net

PR começa ter  preferência pelos encantos da terra

A fazenda chama-se, GIMUNALU, que corresponde as iniciais dos nomes dos filhos de Desidério Costa, com visibilidade ao de, Ginga Neto, professora de alemão. (a mãe é Ruth Neto). 

 

O que faz com que a fazenda visitada por JES  seja de facto  um encanto, são as disposições modernas  que  caracteriza o  seu todo:


Exemplo:


- Criação de Gado de origem holandesa
- Fabrica de Iorgurt com o mesmo nome
- Largo artificial cuja ponte sobre o mesmo foi inaugurada pela Primeira dama, Ana Paula dos Santos, em 2006
- Água Mineral/Estação de Tratamento de Água
- Incentivos Aduaneiros
- Zona Agrícola (batatas etc)
- Lojas p/ Comércio em Geral.


Oficialmente a fazenda esta registrada pelo nome  “GIMUNALU – comércio geral e industria, limitada”. A Administração é feita por um cidadão português, tratado por  Senhor Santos, ex “grande fazendeiro” em Portugal. 


O Presidente JES denota ter forte apreso por Desidério Costa.  Ambos fazem parte de uma geração de históricos do MPLA (ainda em vida) que tiveram protagonismo  ao tempo da luta do movimento feita a partir do exterior. Desidério fez parte do primeiro Directório do MPLA (equivalente a Bureau Político). Foi um dos dirigentes que mais tempo fez no governo. A cerca de 4 meses foi indigitado como PCA de uma petrolífera, “joint ventures”. Faz parte da lista dos dirigentes com acesso fácil a residência oficial de JES. Já gozou da prerrogativa de ser chamado para reuniões de caracter  familiares. Dentro do regime é respeitado como mentor da  frase:  “Há os que mandam e há os que pensam que mandam”.


A deslocação do PR, a sua fazenda  alimenta as interpretações segundo a qual esta se diante de uma fase em que o Estadista passa a ter certa  preferência pelo interior ao invés do exterior do país.  Este ano, por exemplo, as férias que era suposto passar no estrangeiro após a viagem a Itália (G8) acabou por passar, em Angola,  na nova residência, no bairro miramar  em Luanda.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: