Luanda - Saída repentina do jurista Diógenes de Oliveira a direcção da Associação Angolana dos Direitos do Consumidor (AADIC) para ocupar o cargo do director geral do Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (INADEC) deixou um vazio que agora foi preenchido. Assim sendo, à luz dos estatutos desta organização, ascendeu ao cargo de presidência da AADIC, o também jurista Lourenço Texe.

 

Fonte: Club-k.net

O novo presidente da AADIC é tão conhecido, de igual modo, nos meandros da sociedade civil angolana devido as suas posições duras e claras na matéria do consumo. Na verdade, tanto o anterior como o actual, não existe nenhuma diferença, pois, como se diz na gíria, "são farinhas do mesmo saco" quando se trata de defender os direitos constitucionalmente garantidos dos cidadãos consumidores angolanos e não só.

 

Além da AADIC, o actual líder tem um currículo notário nos bastidores da política doméstica angolana. Já foi quadro sénior do Instituto de Estradas de Angola (INEA), e, posteriormente, passou a dirigir um departamento estratégico no Ministério da Indústria. 

 

Em declarações ao Club K, o presidente da AADIC garantiu que a visão estratégica elaborada a quando da criação da sua organização mantém-se. "Vamos continuar com a nossa estratégia de defender energicamente o cidadão consumidor dos fornecedores que continuam a violar a Lei 15/03 e os direitos constitucionalmente consagrados", afirmou.

Lourenço Texe parabenizou e tranquilizou o actual responsável do INADEC, assegurando-lhe que a relação entre as duas instituição serão cada vez mais fortificada para o bem do consumidor, sem o desprimor da AADIC continuar a fiscalizar as acções do seu congénere. 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: