Luanda - A alteração da organização e funcionamento dos órgãos auxiliares do Titular do Poder Executivo visa consolidar as políticas macroeconómicas em curso no país, afirmou em Luanda, o ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República, Frederico Cardoso.

Fonte: Angop

O governante falava à imprensa, à margem da reunião do Conselho de Ministros que extinguiu o cargo de ministro de Estado do Desenvolvimento Económico e Social e criou os de ministro de Estado para a Coordenação Económica e de ministro de Estado para a Área Social.

 

A medida, indicou a fonte, permite o governo acompanhar, convenientemente, a implementação dos programas de reabilitação do sector produtivo para substituir as importações e consolidar os entendimentos com as organizações financeiras internacionais com as quais Angola tem cooperação.

 

Frederico Cardoso disse que o objectivo é, essencialmente, melhorar as condições de vida das populações.
Acrescentou que, num ambiente de crise financeira e dificuldades na criação de emprego, é preciso que o Estado continue a cumprir com o seu papel de atenuar esse impacto negativo.

 

Segundo o governante, a alteração da organização e funcionamento dos órgãos auxiliares do Titular do Poder Executivo visa, ainda, criar medidas tendentes a aumentar as oportunidades de emprego e implementar o programa de combate à pobreza.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: