Luanda - O cidadão Pedro Kachikuete (membro da UNITA), terá sido  sequestrado, pelas 17h40, de segunda-feira (3) no Sector de Kuketa- Londuimbali por ter supostamente participado nas exéquias fúnebres do líder fundador do “Galo Negro”, Jonas Malheiros Savimbi.

Fonte: Club-k.net

A denuncia foi feita pelo secretario provincial da UNITA, no Huambo, Liberty Chiyaka, no dia do sucedido. Chiyaka, alega que o seu militante foi sequestrado pelos  senhores Gabriel Sayengue, Filipe Mussoleka e Aurélio Sapupe, todos eles militantes do MPLA.

 

Segundo o também deputado pelo circulo província do Huambo,   “também, foi sequestrado pelas 18h25 da sua residência o sr Bonefácio Fernando”, pelas mesmas razões: “por terem participado do funeral do Dr Savimbi na Lopitanga”, acusa o dirigente indicando que “A operação está a ser dirigida a partir da sede local do MPLA” e que “as vítimas estão a ser torturadas”.

 

O MPLA, naquela região do país ainda não reagiu às acusações imputadas. Porém, segundo registros, o município de Londuimbali, é uma das localidades na província do Huambo que se registra frequentes incidentes entre militantes destas duas principais  forças  politicas em Angola. A localidade é vista como um bastião do MPLA, cujos militantes rejeitam cidadãos que militam no partido liderado por Isaías Samakuva.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: