Lisboa - O Presidente do grupo STI,  Silvestre  Kaposse  não compareceu,  ao primeiro aviso de uma notificação emitida pelo SIC, no dia 28 de Junho que o convocava para comparecer no departamento de investigação criminal da Samba, no dia 1 de Julho passado pelas 10h30, para prestar declarações no âmbito do processo 1264/19. 

Fonte: Club-k.net

A não comparência do empresário é justificada por se encontrar fora do país, devendo ser notificado novamente tão logo regresse a Angola.

 

O processo em causa, segundo apurou o Club-K, foi movido por uma cidadã Alexandrina Domingos Catumbo  que reclama ter desentendimento com supostos funcionários do grupo STI  no seguimento de um clima de acusações mutuas relacionadas ao funcionamento das empresas.

 

 

O grupo angolano S.T.I  detém   investimentos  na província da Huíla, sul de Angola,   gerando  mais de 300 empregos.

 

 

 

 

 

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: