Lisboa - O novo Presidente do Conselho de administração do BPC, António André Lopes convocou na manha desta quarta-feira (10), os principais responsáveis da Direcção de Tecnologia de Informação (DTI), para os comunicar que estariam dispensados e que não por conseguinte, proibidos de mexer nos computadores da instituição.

Fonte: Club-k.net

Por volta do período da tarde, o gabinete do PCA, fez sair despachos dando fim de comissão de serviço do director da DTI, Mário Nsingui Pedro, do sub-director Manuel Pires Miala, do subdirector Pascoal Pedro Fernandes e da Subdirectora Isildra Mónica de Carvalho Baguide Francisco.

 

Informações cuja veracidade não confirmadas aludem que os responsáveis exonerados deverão ser responsabilidades criminalmente e que um antigo superior hierárquico, Luís Fernando, procurado pela nova administração para esclarecimentos sobre os trabalhos da DTI, encontra-se incomunicável ou em parte incerta.


A Direcção de Tecnologia de Informação (DTI), era até pouco tempo considerada como uma das áreas criticas do BPC, em que os seus técnicos eram conhecidos por “apagar” da sua base de dados dividas de certos clientes, supostamente em troca de dividendo. Até poucos meses, havia a informação de que teriam perdido o rastos de AOA 19 376 477, 164 (USD 180 milhões) da empresa CAMARUFI - Comércio Geral e Indústria, porém, novos dados apontam para a regularização do credito, numa conta coberta.


A exoneração dos responsáveis da DTI, foi precipitada com a descoberta de que teriam recentemente mexido na conta da empresa Simportex, afecta ao Ministério da Defesa Nacional de Angola. Segundo apurou o Club-K, o ‘modus operandus’ da rede do director Mário Nsingui consistia em criar “nuvens” no sistema informático permitindo com que as suas operações ficassem indetetáveis. O segundo passo era a solicitação aos técnicos indianos ao serviço do BPC para que limpassem o sistema. Há meses, uma rede interna, usou uma técnica semelhante para movimentação, a partir das Lundas, de uma conta do grupo empresarial Noble.

Tema relacionado

Caso BPC: Procuradores suspeitos de receber suborno para soltar técnicos bancários

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: