Luanda - O cerco aperta-se para o advogado Rui Ferreira e não se exclui a convocação de uma manifestação geral para exigir o seu afastamento do Supremo Tribunal.

Fonte: Club-k.net

A jurisprudência é uma classe nobre, porém, nos últimos dois anos está a ser manchada pelo transvestido do Advogado Rui Ferreira que ao  se tornar juiz tem estado a prejudicar esta classe por causa das suas  actividades que se assemelham  a de um terrorismo judicial e masoquismo.


Um juiz que usa a expressão "veja lá, que Angola ainda é o país que é, sou a quarta figura deste país, senão mesmo a segunda", fim de citação. Com esta expressão, lembra-nos, um juiz do tribunal de inquisição na antiga Grécia onde o arguido  não tinha direito a palavra .


Com a condenação à prisão maior de 5 anos nos EUA do terrorista Kazim Teejedim pela confissão dos crimes que vinha sendo acusado, praticado internacionalmente e outros a partir de Angola onde montara a base logística mais tarde dando seguimento o sócio Rui Ferreira e família, espera -se que tarde ou cedo haverá consequência em Angola por prática desta actividade de financiamento ao terrorismo internacional .

Face aos desenvolvimentos dos últimos dias, estamos muito próxima de uma decisão das autoridades do EUA, que viram manipulado pelo regime de JES do pedido daquelas autoridades ,que voltaram a injetar dinheiro nas mãos do Terrorista Kazim Teejadim ao invés de expulsa-lo por simplesmente os amigos começam afastar-se de Rui Ferreira ,a veneração manifestada anteriormente pelos seus delfins Molares d'Abril este que lhe fez chegar ao cadeirão do maior tribunal Superior de Angola sente-se traído pelo grupo de Jú Martins, Carlos Feijó e General Kopelipa, que deram as ordens superiores que colocaram Rui Ferreira a Presidente do Tribunal Supremo mesmo sabendo que não havia vaga para ele. Aí a razão da-se a UNITA, que com todo mérito reclamou sobre este grave incidente. Nunca é tarde desde que a razão lhe pertença.

O juiz Conselheiro Joel Leonardo, afirma no seu círculo de amizade, que pedem anonimato ,que o Tribunal Supremo nunca esteve tão manchado como hoje na era de Rui Ferreira e que seria melhor que se demita, porque senão os danos serão maior, não há estabilidade nos julgamento dos casos mediaticos sobre corrupção em Angola.

O Tribunal Supremo mergulhou em águas turvas ,de que nenhum juiz escapa a este vendaval ,que os bons lembram com saudades a era dos juízes Conselheiros, Tubias Epalanga, Caetano de Sousa, Simão Vítor, Cristiano Andre, Samuku, Lundungo ,William,Neto de Miranda, Silva Neto ,Jose Alfredo,Teresa Mbuta ,Passos Lopes, Augusto Escrivão e Carneiro .

Embora o grande filósofo da Grécia antiga, Heráclito disse e cito "ninguém lava a cara com a mesma água" aqui na nossa terra "fogo nunca mais passará nas cinzas, quer dizer que capim queimado ",fica aí o exemplo que neste período nunca se ouviu um Tribunal Supremo envolvido em escândalo até parecia que estes juiz conselheiros não comiam ou não tivessem dificuldades sociais ,hoje há um close que chega a ser o maior empresário do país, aproveitando-se da Administração da justiça. Haja coragem meus senhores venerandos e veneradores.

Moscovici, o grande clássico e teórico da psicologia social, nas representação social ,escreveu afirmando que as classe como a do Clero, juizes e Generais, representam uma casta muito forte homogênea que a sua penetração não é fácil e que tudo que ocorre nesta classe a solução é imediata e facilitadora para que não haja contagio.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: