Luanda - A Comissão Instaladora da ARDA- Acção pelo Reforço da Democratização em Angola, procedeu hoje em Luanda, a inauguração da sua sede nacional, em cerimónia bastante concorrida pelos órgãos de informação público e privados.

Fonte: ADRA

O edifício localizado no número 37 da rua Dr. António Agostinho Neto ao Bairro Operário em Luanda, é composto por vários compartimentos de trabalho, entre eles uma sala de reunião e apetrechada com equipamentos essenciais mínimos para o bom funcionamento do partido que a qualquer altura, aguarda pelo seu reconhecimento por parte do Tribunal Constitucional.

 

Na sua alocução de inauguração Teka N´tu, o Coordenador da Comissão, disse que “Falar do projecto ARDA, seu programa e objetivos, é falar de humanismo, combate a pobreza e a miséria, é apostar nos valores democráticos e respeito pela vida, paz, reforço da unidade familiar, fraternidade, perdão nacional, enfim Paz Social, bases incontornáveis para uma verdadeira Reconciliação Nacional, de que este rico país de todos nós bem precisa”.


A ARDA, segundo aquele dirigente partidário, conta com mais de 56.000 militantes em Angola, assim como mais de 18.000 militantes e simpatizantes á nível da diáspora e já esta representada, continua Teka N´Tu, em 9 das 18 províncias do país bem como conta com afiliados ou simpatizantes na África do Sul, RDC, Congo Brazaville, Estados Unidos da América, Canadá, Brasil, Alemanha, Bélgica, França, Holanda e Reino Unido.


Testemunharam ao corte da fita, representantes de partidos políticos, convidados, membros e simpatizantes do partido, bem como populares da vizinhança.


De lembrar que a Comissão Instaladora da ARDA, foi reconhecida aos 19 de Março do ano em curso, através do Ofício No 28/GPP.TC/2019 do Tribunal Constitucional de Angola.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: