Luanda - A transportadora aérea nacional, TAAG, tem frustrado, nos últimos tempos, tentativas fraudulentas de pessoas que pretendem comprar bilhetes de viagem com documentos falsificados, sobretudo identitários de crianças inocentes na eminência de serem traficadas.

Fonte: Angop


A informação foi avançada, na sexta-feira, à imprensa pelo director do Departamento de Formação da companhia nacional de bandeira, Paulino Silva, à margem de uma palestra sobre o tráfico de seres humanos, dirigida a trabalhadores aeroportuários.

 

“São factos que têm ocorrido, de algumas tentativas frustradas, nos últimos tempos, tendo a ver com falsificações de documentos no momento da constituição do processo do passageiro, para viajem ao exterior, envolvendo sobretudo menores de idade”, relatou.

 

Sem avançar números, Paulino Silva explicou que a maioria dos casos dá-se com casais separados ou desavindos em que um dos cônjuges discorda com a ideia de o filho viajar, pelo que todas as situações delituosas a TAAG transfere para os órgãos de direito.

 

“De acordo com as normas e procedimentos adoptados, se de facto o passageiro não cumprir com os requisitos recomendadas, é claro que não segue viagem. E quando se justificar, são imediatamente accionados os mecanismos legais”, frisou.

 

Nesta senda, Paulino Silva afirmou que a companhia de bandeira nacional até ao momento não registou qualquer caso claro de tráfico de seres humanos e que os técnicos da TAAG estão preparados para identificar situações do género.

 

Entretanto, destacou a importância do seminário (iniciativa do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos e da Comissão Interministerial Contra o Tráfico de Seres Humanos em Angola, porque, em seu entender, elevará os níveis de alerta de todos os colaboradores da companhia e de todas as forças intervenientes nos aeroportos.

 

A palestra destinou-se essencialmente a técnicos do Serviço de Migração Estrangeiro, da Sociedade Nacional de Gestão de Aeroportos (SNGA), da Empresa Nacional de Navegação Aérea (ENNA) e da TAAG – Linhas Aéreas de Angola.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: