Luanda - Caros amigos! Estive reunido hoje, dia 14 de Outubro de 2019, com o Executivo Nacional da Juventude Unidas e Revolucionária de Angola-JURA na sua sede.

Fonte: Facebook

Este encontro que marcou o primeiro acto da minha campanha encerra um significado muito importante, pois que uma parte significativa do meu percurso político foi feito na JURA e, ante a necessidade de se garantir também a formação politico-ideológica da massa estudantil, sob a clarividente iniciativa do GUIA E MESTRE o Dr. Jonas Malheiro Savimbi, teve segmento na União Revolucionária dos Estudantes de Angola Livre - UREAL da qual fui Presidente.


Fui captado para a Direcção do Partido, precisamente para o Comité Central, actual Comissão Política em 1980, com apenas 17 anos de idade.


Sou produto da Escola da UNITA. Fui o mais novo formando do primeiro curso de formação de quadros político promovido e inteiramente ministrado pelo GUIA E MESTRE no prestigiado Centro de Estudos Estudos Estudos Comandante Kapessi Kafundanga - CECKK.


Sinto-me um eterno membro da JURA, braço de apoio à Direcção do Partido, que com a LIMA são as duas organizações de massas, e na qualidade de candidato ao cargo de Presidente da UNITA não podia começar a minha corrida de outra forma.


Amanhã, dia 15 de Outubro de 2019, será a vez da LIMA. Estarei reunido com o seu Executivo Nacional a partir das 14 horas, na sua sede.


A propositura da minha candidatura é da assunção plena da nobre responsabilidade de assegurar a natural transição geracional na direção do nosso Partido com olhos postos na tomada e no exercício do poder político e governar com os angolanos para os angolanos.

 

Fui forjados na Escola da UNITA e trago alguma experiência, mas conto também com indispensável orientação sábia dos nossos mais velhos que são a nossa reserva moral.


A UNITA é um projecto político de poder. Este é o maior objectivo que nos impele a desafiar e desalojar o MPLA que há mais de 40 anos se serve do poder para roubar o dinheiro e os votos do povo, para corromper a moral pública, enfim para adiar o futuro sonhado, pelo qual se bateram e morreram os pais da nossa grei Álvaro Holden Roberto, Agostinho Neto e Jonas Malheiro Savimbi e tantos outros heróis conhecidos e anónimos.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: