Luanda - Quero ser bastante objectivo, claro e direito com minha dissertação, o caros leitores ou críticos são livres de opinarem a favor ou contra.

Fonte: Club-k.net

O nosso jargão de discursiva económica e de negócio não faltam referenciais de diversificação económica, com inúmeras citações e no oposto temos poucos números de quantos foram de factos alavancados da sua letargia ou paralisia financeira e de meios para dar dimensão desta palavra, dos nossos tempos, e que facto todos possamos contribuir para a nossa diversificação económica e industrial.


De facto tenho muita paixão, pela palavra “ Ideia” que traz consigo “Inovar” para alguma coisa ou algo diferente. Nem por acaso, que as minhas duas iniciativas empreendedoras nesta terra e País que se chama Angola, é Inovação e só depois um outro acréscimo o acompanhou.....


Com muita pena mesma, se tivesse nascido na terra e no País de Thomas Alva Edison, com os seus 2332 Patentes, graça o banco central dos Estados Unidos da América, conseguiu concretizar o sonho das suas ideias, hoje todos nós temos a luz ou as lâmpadas em nossas casas.

Lamentavelmente, Calujica, nasceu numa outra latitude, as vezes ter ideias e sonhar para uma oportunidade de negócio, é capaz de confundir-te com um louco ou mesmo de maluco que esteja no primeiro estágio, a emitir sinais.


Uma vez já pensei, fazer alguma coisa com alguma modernidade tecnológica, na minha buala ou localidade depois lembrei-me de que estava a sonhar se nos tempos que ainda pediam 10% para te conceder um crédito bancário, com taxas que um europeu, é capaz de desmaiar, não consegui e agora que estamos diante de escassez financeira quem irá financiar o meu projecto??..


Se queremos mesmo diversificar, não basta só olhar nos grandes e megas empresários, o Estado, como uma instituição de bem é qualquer parte do mundo, deve começar a olhar, com olhos de ver mesmos os micros, pequenas, médias empresas e jovens inventores e fazedores com relevância e importância para darmos algum rumo dentro do nosso estilo de desenvolvimento económico e industrial da Angola.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: