Luanda - Face às recentes e constantes notícias, que cirurgica e criminalmente têm sido plantadas na comunicação social nacional, visando denegrir o bom nome e reputação do Ministério da Energia e Águas de Angola, bem como os seus representantes, nomeadamente o Ministro titular da pasta, cabe-nos, por esta via, rebater toda e qualquer informação veiculada nesses meios, que por serem falsas e caluniosas serão tratadas em sede própria, com vista a responsabilizar todos os envolvidos.

Fonte: Ministério

Importa ainda salientar que esta campanha, orquestrada por pessoas já perfeitamente identificadas, através de factos irrefutáveis e já entregues às autoridades competentes, surge na sequência da rescisão de vários contratos entre este Ministério e empresas privadas, o que, só por si, explica as motivações inconfessas de tais ataques tão personalizados à mais alta figura do Ministro da Energia e Águas.


Para concluir, salientamos que, ao contrário daqueles que se escondem por trás dessas manobras cobardes, estamos em Angola e disponíveis para prestar todos os esclarecimentos adicionais que sejam pertinentes para apurar a verdade dos factos.


O Ministério da Energia e Águas é um órgão público e monitorizado regularmente por entidades do Estado, competentes para o efeito, pelo que todos os seus representantes, têm a consciência dos seus deveres e responsabilidades, de acordo com lei, não compactuando com interesses e práticas divergentes do interesse nacional.

GABINETE DE COMUNICAÇÂO INSTITUCIONAL E IMPRENSA, em Luanda, 30 de Outubro de 2019.
A DIRECTORA
NEUSA CUMBE

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: