Luanda - Gostaria muito antes, começar com as palavras célere e nobres do Dr. Martin Luther King “Eu tenho um sonho que meus quatro pequenos filhos um dia viverão em uma nação onde não serão julgados pela cor da pele, mas pelo conteúdo do seu carácter” Dito isto, estamos todos de acordos, que o Senhor Presidente é livre e soberano de dar oportunidade, para cada um dos Angolanos e muito sobretudo daqueles que estão filiados ou que se identificam com o Partido MPLA, que governa este País há décadas.

Fonte: Club-k.net

Hoje, a conversa do dia a dia dos Angolanos, têm sido o IVA e o seu impacto na vida de cada um de Nós. Foi neste espaço de jornalismo online, que figuras que hoje fazem machete no nosso quotidiano político e social se espontaram ainda temos a memória dos casos de Dr. João Pinto e outros tantos que perfilam nos ministérios e na assembleia da república….

Esta semana, quando vi, na média online, a nomeação da Dra. Vera Daves, ao cadeirão ministerial das finanças. Parabens Dra Veras, desejo-lhe sucessos profissionais, realmente tens mostrada muita capacidade e competências e também, Lembrei-me dum jovem Angolano Dr. Kiambi, licenciado e com um mestrado em Finanças pela Universidade de Sorbonne em Paris, que tinha sido identificado pelo ex-embaixador na França e encaminhado ao Dr. Massano, na sua primeira entrada como Governador do BNA.

O Dr. Kiambi, chegou a regressar a Angola, com um bilhete pago pelo BNA, com a finalidade de lhe empregarem e dar o seu contributo a nação. O Dr. Kiambi, ainda chegou a fazer um trabalho para BNA, e quando chegou a hora de zelar pelas condições sociais, lhe viraram as costas, garantindo-lhe apenas um salário e mas nada para alguém que esteve a décadas no exterior e sem moradia em Angola.

Senhor Presidente, Eu, e outros da geração dos Canhetes, Eles sabem quem somos, demos a nossa contribuição muito cedo ao País, de forma voluntária e muitos Nós tínhamos apenas 12 ou 15 anos de idades, e já, sabíamos montar e desmontar uma AKM, de Mikhail Kalashnikov, por a situação imponha-se e tínhamos que atender este chamamento, da Pátria, hoje estamos nas faixas de meio século vividos e mesmos alguns sonhos adiados a Pátria um dia reconhecerá os nossos feitos!!!..

Hoje, estamos numa outra realidade e contexto apesar que um dos sectores que o Dr. Kiambi, recorreu, depois de lhe negar a condição social, para dar o seu contributo como mestre em Finanças, foi a Presidência da República, tendo como ministro de estado, o actual director de gabinete do Presidente Actual, o Dr. Edeltrudes da Costa, dando-lhe uma resposta sem esperança que obrigou-lhe a retroceder a França.

Pela nossa, insistência o Dr. Kiambi, regressou definitivamente e começou a dar o seu contributo na docência, com passagens em algumas universidades; onde se destacam o ISPTEC e actualmente é docente efectivo da Metropolitana, na cadeira de Finanças e com uma obra sobre o IVA, por lançar que carece tão somente de financiamento para a publicação e disponibilidade ao público leitor.

Senhor Presidente, numa altura em que o País, têm poucos recursos financeiros, precisamos de quadros que nos ajudam a gerir devidamente os parcos recursos financeiros dos angolanos. Senhor Presidente e Senhora Ministra das Finanças por favor deiam alguma oportunidade neste jovem Dr. Kiambi, basta para tal, saber as suas competências na universidade, onde leccionam ou procurar saber ao BNA, do trabalho feito sobre análise económico e financeira.

Queremos oportunidades para todos somos também filhos desta Angola, não importa para as nossas origens e status familiares…


Outubro 10,2019



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: