Lisboa – Uma conferencia da sociedade civil promovida pelo conselho de coordenação de direitos humanos e a fundação Open Society- Angola,  galardoou personalidades e   organizações com a primeira edição dos prémios em direitos humanos.


Fonte: Club-k.net

 

Marcolino Moco que  foi o presidente de júri do premio nacional dos direitos humanos   coube a honra de anunciar as  menções  a saber:

 

Prémio Nacional dos Direitos Humanos «Beatriz Kimpa Vita»,  atribuído ao  activista, Luiz Araujo que se destacou  na defesa dos Direitos Humanos;  o mesmo esteve ausente por motivos conhecidos
 


Prémio Nacional dos Direitos Humanos «Ricardo de Melo»,  atribuído ao  Jornalista e escritor  Domingos Da Cruz que se destacou na abordagem de temas relacionados  Direitos Humanos;
 


Prémio Nacional dos Direitos Humanos «Organização da Sociedade Civil»,  atribuído a organização OMUNGA  que se  destacou  na área da promoção e defesa dos direitos humanos; defesa das crianças etc, recebeu o premio o seu coordenador, José Patrocinio.

 

O Prémio dos Direitos Humanos da Sociedade Civil, é de âmbito Nacional, aberto a todos os promotores e defensores dos Direitos Humanos nacionais, residentes ou não no país, e  que com as suas acções sejam dignos de reconhecimento como promotor ou defensor dos Direitos Humanos.


Foi atribuído aos anunciados um diploma e a quantia no valor equivalente a Kwanzas de USD 5.000,00 (Cinco Mil Dólares Americanos)

 

De referir que na durante a abertura do evento Elias Isaac da Open Society, chamou atenção das autoridades governamentais de Angola relativamente a actual condição de pobreza extrema, exclusão politica e social, patente na sociedade angolana.

 

O presidente da fundação Open Society em Angola, Elias Isaac disse que a luta pelos direitos humanos é uma reivindicação constitucional. O responsável salienta ainda que a lei em si só não basta, é preciso que a mesma faça parte, e de maneira justa, da vida prática dos cidadãos.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: