Luanda - O administrador do município do Luacano (Moxico), Rodrigues Chipango Sacuaha, prometeu hoje, na sede municipal, processar judicialmente a empresa de telefonia móvel Unitel, devido a baixa qualidade do sinal.

*Laite Tito
Fonte: Club-k.net

Ao falar à imprensa, o administrador, disse que o sinal da Unitel no município é péssimo, sobretudo, nas ligações e o sinal no sistema de transmissão de dados (Internet).

 

"Somente serve para troca de mensagem", informou o responsável, alegando ser um problema de há quatro anos, apesar de terem recebidos visitas de técnicos da empresa, "apenas dão esperança e não melhoram o sinal".

 

Rodrigues Chipango Sacuaha espera que a Unitel altere o sinal para a tecnologia "3G" ou "4G", com vista a facilitar a comunicação do município com outras regiões do país.

 

O professor, José Tchena, solicitou responsabilidade à Unitel, visto que o serviço prestado tem causado transtornos na investigação científica de matérias escolares, por parte dos docentes e discentes deste município.

 

Enquanto o comerciante Hamed Abdul, sugeriu maior abertura no sentido de se passar mais informações a população sobre a falha no sistema, o que esta afectar directamente à actividade dos clientes desta operadora de telefonia móvel.

 

A Angop tentou contactar a direcção desta empresa, no Luena, que se mostrou indisponíveis. No Luacano, apenas existe a rede de telefonia móvel Unitel.

Serviços bancários

O administrador municipal do Luacano Rodrigues Chipango Sacuaha, defendeu, igualmente, a necessidade de abertura de bancos comerciais na sede municipal, para facilitar as transacções financeiras e a concessão de crédito aos camponeses.

 

Referiu que a administração já contactou, sobretudo, o Banco de Poupança e Credito (BPC), no sentido de abrirem balcões com maior brevidade possível no município.

 

Explicou que a falta de bancos tem provocado vários constrangimentos aos trabalhadores, que para levantarem os seus salários, percorrem grandes distâncias até à cidade do Luena, capital da província do Moxico, ao Saurimo (Lunda Sul) ou para os municípios do Léua e Luau.

 

Disse acreditar que a instalação de agências bancárias na sede municipal vai propiciar o desenvolvimento das actividades agrícolas e piscatórias.

 

Com uma população de 20 mil e 755 habitantes, que ocupam uma extensão territorial de 34 mil e 780 quilómetros quadrados, o município do Luacano é um dos nove municípios da província do Moxico, dista a 217 quilómetros a leste da cidade capital do Luena.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: